segunda-feira, 20 de junho de 2011

Takka Takka.

Zhô Bertholini

TAKKA TAKKA

Para Zhô Bertholini

entre arcos, carros, pactos, a vida escorre
viscosa, com o veneno da esperança,
já sem biografia, sem a umidade dos dedos
degustando-a em contorno de dicionário.

a luz, redimida do inferno, estilha
sobre a coragem do dia a dia, cai,
desaba. a luz é uma sangria. porém,
grita (outra luz) sonhos e coleção
de casamentos, onde a felicidade
acaba antes do noticiário. nítidos, todavia,
socos nos tímpanos, formigas de chumbo
a escavar as vísceras, pântano no estômago.

a ternura fria com que a madrugada
desperta a manhã -sem canhões, distanciando-se
com seus pesados passos, guardando suas
tralhas no esquecimento das estrelas.

nas sobras da cidade (da noite)
um rosto esguio, juvenil, debaixo
de olhares nublados de sono,
ponteado a benday, já-ido,
vaza

Fabiano Calixto


Fabiano Calixto nasceu na cidade pernambucana de Garanhuns, em 1973. Poeta e tradutor, tem textos publicados em vários jornais e suplementos do Brasil e do exterior. Atualmente, é aluno de mestrado em Teoria Literária e Literatura Comparada na USP.

É autor de Algum (edição do autor, 1998), Fábrica (Alpharrabio, 2000), Um mundo só para cada par (Alpharrabio, 2001), Música possível (Cosac Naify / 7Letras, 2006) e Sanguínea (Editora 34, 2007) - este finalista do Prêmio Jabuti de 2008 na Categoria Melhor Livro de Poesia. Publicou também o livro de poemas infantis Pão com bife (Edições SM, 2007). Organizou, com André Dick, A linha que nunca termina: pensando Paulo Leminski (Lamparina, 2005).

Traduziu poemas de Gonzalo Rojas, Allen Ginsberg, John Lennon, Laurie Anderson, entre outros. Seu trabalho mais recente, ainda não publicado, é a versão para o português da obra de Benjamín Prado. Ao lado de Angélica Freitas, Marília Garcia e Ricardo Domeneck, edita a revista de poesia Modo de Usar & Co. Prepara atualmente seu novo livro de poemas, Nominata morfina.

Fonte: http://pphp.uol.com.br/

10 comentários:

Thatica. disse...

Lindo poema!
eu não conhecia!

vc tem bom gosto, tá de parabéns!

obrigada pelo comentário em meu blog, fico muito feliz sabe?

se cuida e tenha uma semana maravilhosa!

Thatica. disse...

Lindo poema!
eu não conhecia!

vc tem bom gosto, tá de parabéns!

obrigada pelo comentário em meu blog, fico muito feliz sabe?

se cuida e tenha uma semana maravilhosa!

Smareis disse...

Um poema muito bonito e sentido. Gostei muito. Fabiano Calixto tem o dom da poesia.Desejo um ótimo começo de semana cheio de coisas maravilhosa pra você. Um Beijo!

✿ chica disse...

Muito lindo! E te agradeço novamente pela "oferta" que acabou de entrar no :

http://cuidandonossocanteirointerior.blogspot.com/2011/06/oferta.html


abraços,linda semana,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Muito bom. A frieza das cidades e das relações , num só poema.
Boa semana
Abração

Everson Russo disse...

Belo poema meu amigo,,,uma semana de paz pra ti,,,abraços.

Sandra Botelho disse...

Muito interessante o poema...Tem alma. beijos achocolatados

Isabel Lautenschlager Santana disse...

Lindo, AMEI!!!
Parabéns.Abraço.

Valéria Sorohan disse...

Um poeta contemporâneo, gostei muito.

BeijooO*

Carla Fernanda disse...

Mais um lindo poema para nos encantar!
Boa noite Rosemildo!!
Beijos
;D
Carla

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...