segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Fruto proibido.

http://1.bp.blogspot.com/_g_jJ22KVhEs/SYea6t4JppI/AAAAAAAABCE/f4T9G9dR4lo/s400/fruta.jpg

FRUTO PROIBIDO

Escravo dessa angélica meiguice
por uma lei fatal, como um castiga,
não abrigara tanta dor comigo,
se este afeto que sinto não sentisse.

Que te não doa, entanto, isto que digo
nem as magoadas falas que te disse.
Não tas dissera nunca, senão visse
que por dizê-las minha dor mitigo.

Longe de ti, sereno e resoluto,
irei morrer, misérrimo, esquecido,
mas hei de amar-te sempre, anjo impoluto.

És para mim o fruto proibido:
não pousarei meus lábios nesse fruto,
mas morrerei sem nunca ter vivido.

Adelino Fontoura.
http://novo.almanaquebrasil.com.br/wp-content/uploads/2008/11/74vocesabia5.jpg

Adelino Fontoura Chaves nasceu em Axixá, no Maranhão, em data não estabelecida até hoje com certeza: indicam uns 30 de março de 1855, consignam outros 1859. O primeiro registro é o de Fernão Neves, Velho Sobrinho (segundo Múcio Leão), e figura na Antologia da Academia Maranhense de Letras (São Luís, Maranhão, 1958): o segundo é o de Artur Mota. Trabalhou no comércio e fez-se ator em São Luís do Maranhão, passando-se depois para o Rio, onde se encarreirou no jornalismo. Enviado pela Gazeta da Tarde, seguiu para a Europa em 1º de maio de 1883, com destino a Paris. Já partira enfermo; não se deu bem na França e faleceu em Lisboa, em 02 de maio de 1884, no Real Hospital São José.

Fonte: “Poesia Parnasiana” Antologia – Edições Melhoramentos – 1967.

8 comentários:

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Rosemildo
Não conhecia o autor, adorei este poema de amor proibido, que na verdade se traduz em um lamento.

Everson Russo disse...

Muito belo o poema,,,tudo que a gente deseja nessa vida é um fruto proibido...belissimo...abraços amigo e uma otima semana.

Sonhadora disse...

Lindissimo poema...adorei.
Não conhecia este poeta.

Beijinhos
Sonhadora

Sandra disse...

Voltei amigo. gpstei da sua visita..
Bem o poema aqui postado é muito belo.
E o mais importante é que traz a poesia e menciona o autor, junto com a sua biografia.
Muito legal..
Trago o meu sol do Sul do Brsil para vc.

Venha sempre.
Sandra

Lou Witt disse...

Ahhhh
um amor platônico e impossível!!!

Beijos querido amigo!!!

Livinha disse...

Ah esse dito fruto proibido,
que de proibido hoje nada tem
apenas faz careta pra cara dos antigos, coisas que os jovens, arriscam tão bem...

Belo poema meu amigo
e eu gostei muito, pelo
ser proibido, a tentação
torna-se maior e amor
parece ser mais fortalecido...

Linda semana
Bjss

Fatima disse...

Adoro esse trem de "fruto proibido", mas sem tanto sofrimento.
Bjs.

Anônimo disse...

Женщина – полная противоположность собаке. Собака все понимает, но ничего сказать не может… Вчера стоял,а ты пришла сегодня. Несмотря на то, что уже несколько миллионов лет женщина живет рядом с человеком, в ее поведении и образе жизни остается еще много загадочного и непонятного. Невменяемая женщина – женщина, которая в конце полового акта кричит “Не в меня!!!” Что посеешь – потом хрен найдешь

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...