terça-feira, 25 de maio de 2010

Estátua.

http://3.bp.blogspot.com/_7iMra5PYrJs/SnsC6f047mI/AAAAAAAAF3w/BLJFCbMUXbo/s400/angelina+jolie-escultura.jpg

ESTÁTUA

Cansei-me de tentar o teu segredo:
No teu olhar sem cor, --- frio escalpelo,
O meu olhar quebrei, a debatê-lo,
Como a onda na crista dum rochedo.

Segredo dessa alma e meu degredo
E minha obsessão! Para bebê-lo
Fui teu lábio oscular, num pesadelo,
Por noites de pavor, cheio de medo.

E o meu ósculo ardente, alucinado,
Esfriou sobre o mármore correcto
Desse entreaberto lábio gelado...

Desse lábio de mármore, discreto,
Severo como um túmulo fechado,
Sereno como um pélago quieto.

Camilo Pessanha

http://1.bp.blogspot.com/_rJ2Bl4KMMaE/R_vuoEy3_4I/AAAAAAAADXI/cEam3mxY0B4/s400/Sem+t%C3%ADtulo.bmp

Camilo de Almeida Pessanha (1867-1926) nasceu a 07 de Setembro de 1867 em Coimbra, tendo tirado o curso de Direito nessa cidade. Em 1894, transferiu-se para Macau, onde, durante três anos, foi professor secundário de Filosofia, deixando de leccionar por ter sido nomeado em 1900 conservador do registro predial em Macau e depois juiz de comarca. Levou uma vida de solitário excêntrico.

Doente dos nervos, com antecedentes familiares patológicos, voltou a Portugal algumas vezes em busca de cura, mas, desiludido, voltou definitivamente para Macau em 1915. Os seus poemas, escritos em folhas soltas e oferecidos a pessoas amigas, dispersaram-se ou chegavam mesmo a perder-se, sem que o autor se desse ao cuidado de guardar cópias, sendo no entanto capaz de reproduzi-los de memória quando desejasse. Assim, graças a João de Castro Osório, a quem ditara as suas produções, foi impresso o volume "Clepsidra" (1920), com alguns poemas já publicados em revistas, mas na maioria ainda inéditos. Depois da segunda edição de sua obra (1945), outros inéditos surgiram.

Influenciado a princípio por Cesário Verde e Pierre Balayet, tornou-se o mais puro dos simbolistas portugueses. O contacto com a cultura chinesa levou-o a escrever vários estudos e a fazer traduções de vários poetas chineses. Foram, todavia, os seus poemas simbolistas que largamente influenciaram a geração de Orpheu, desde Mário de Sá-Carneiro até Fernando Pessoa. Camilo Pessanha morreu a 01 de Março de 1926 em Macau, vítima do ópio.


Fonte: www.bibvirt.futuro.usp.br

20 comentários:

reltih disse...

muy bien labrado fue este escrito.
un abrazo

"Cantinho Poético" disse...

"Há gente que, em vez de destruir, constrói; em lugar de invejar, presenteia; em vez de envenenar, embeleza; em lugar de dilacerar, reúne e agrega."

( Lya Luft)

Agradeço o seu carinho.....Beijos M@ria

Giulio Romeo disse...

Olá Furtado,
Lí o seu comentário no meu Blog e tenha certeza de uma coisa..."Os Anjos são Imortais e o seu legado é eterno" - Um beijo no seu coração.
Seu amigo e fã, Giulio

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Everson Russo disse...

Belissimo poema,,,,forte, intenso...um abraço fraterno e um belo dia pra ti amigo.

Livinha disse...

Fiz dos meus desejos por ti, uma estátua de pedra, diante de tua frieza, mulher gélida...

É isto meu amigo?
Bom foi assim que compreendi o poema que seja de que forma for, o poeta sabe externar sentimentos sempre de uma forma mui bela

Dia lindo!

Bjs
Livinha

Maria Bonfá disse...

lindo poema..um amor tão ardente se depara com tanta frieza.. desperdicio..rsrsrs.. adorei seu comentario..boa lembraça a sua rsrsr..beijão

Fatima disse...

Gostei muito!
Bjs amigo.5

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Rosemildo
Existem pessoas que são tão desprovidas de sentimentos , que realmente parecem estátua, não percebem nem quando o amor bate a sua porta.
Abração

Graça Pereira disse...

Olá Rosemildo
Que bom ter escolhido Camilo Pessanha...tenho a "Clepsidra" ( tive mesmo que a estudar)...A sua poesia é belissima cheia de simbologias...É íncrível como os grandes poetas...são pessoas muito sós...com vidas torturadas...tristes...definitivamente incompreendidos... A sua grandeza está na razão inversa...da sua infelicidade?
Terá que ser sempre assim?
Quando leio um poeta, vou procurar logo dados sobre a sua vida e...encontro sempre o sofrimento!
Beijo
Graça

Elaine Barnes disse...

Puxa vida,uma beleza e a imagem maravilhosa. Quantas vezes oferecemos nosso beijo apaixonado,quente e que o recebe é uma estátua fria sem sentimentos. Amei! Montão de bjs e abraços

Priscila Lima disse...

aprecio as boas palavras e as belas imagens!

Fatima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
POESIA CÁ E LÁ disse...

Lindo seu trabalho em prol da poesia, Rosemildo.
Fico encantada cada vez que venho aqui.

beijos ternurentos

Clau Assi

Si Arian disse...

Querido amigo, aqui novamente pouso e me delicio com as poesias que posta nesse belíssimo cantinho.
Venho te agradecer a visita em meu blog e as palavras de carinho que sempre me dedicas.
Receba um ósculo dessa sua amiga que te admira.
Fica com Deus!
Silvania

Pérola disse...

Vim te deixar o meu beijo amado,belo trabalho o seu,parabénssssssssss.
Beijokas.

Si Arian disse...

olá amigo, gosto das músicas do Roberto, as músicas mais antigas...
Têm algumas dele que marcaram e ainda marcam o meu vôo... E uma em especial me faz querer voar sem destino algum, fugindo de mim sem querer chegar...É uma homenagem.rsrs
Hoje estou alçando vôo para um outro lugar!!!
Obrigada pela sua presença quase que constante, te adoro.
Bjs

Caminhos Poéticos disse...

“ O segredo é não correr atrás das borboletas...É cuidar do jardim para que elas venham até você”

(Mário Quintana)


Feliz Noite e beijos meus!M@ria

Cris Poulain disse...

MARAVILHOSA IMAGEM...
EXISTEM PESSSOAS QUE SE TORNAM PEDRAS POR AMARGURA,mas em alguns momentos de espanto com o ser humano,com aquilo que é capaz de fazer que CONGELAMOS,até assimilarmos!!!

Cris Poulain disse...

MARAVILHOSA IMAGEM...
EXISTEM PESSSOAS QUE SE TORNAM PEDRAS POR AMARGURA,mas em alguns momentos de espanto com o ser humano,com aquilo que é capaz de fazer que CONGELAMOS,até assimilarmos!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...