quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Ouro sobre azul...

http://www.artehistoria.jcyl.es/genios/jpg/CAN04089.jpg

OURO SOBRE AZUL...

Quando ela, sobre as águas transparentes,
surge em casta nudez, de amor acesa,
a vaga envolve em ósculos frementes
todo o corpo de olímpica princesa.

O misto de luxúria e de pureza
dos seus contornos nítidos, patentes,
é o poema excelso da Beleza
em estrofes de Paros, reluzentes...

Vendo-a assim, cuido ver, branca de espuma
Vênus que surge, e da onda que flutua
no verde flanco lânguida se apruma;

e soltos vendo-lhes os cabelos, cuido
ver despenhar-se sobre a deusa nua
serena catadupa de oiro fluido...

Raimundo Correia

http://lh4.ggpht.com/_v6-VdkZ_4O0/SoQO4lDd3YI/AAAAAAAABi0/Ue2_H8ajhQY/image_thumb%5B1%5D.png?imgmax=800
Raimundo da Mota Azevedo Correia nasceu em 13 de maio de 1859, a bordo do navio nacional São Luís, ancorado nas costas do Maranhão. Estudou no Colégio Pedro II e na Faculdade de Direito de São Paulo, pela qual se formou em 1882. Foi promotor de justiça em São João da Barra e em São João do Príncipe; juiz em Vassouras (1884); secretário da Presidência da Província do Rio de Janeiro (1889); juiz de Direito em Santa Isabel, Minas Gerais; diretor da Secretaria de Finanças do mesmo Estado e professor de Direito. Exerceu as funções de 2º Secretário da Legação do Brasil em Portugal e depois de juiz de Direito no Rio de Janeiro. Fundador da Academia Brasileira de Letras. Faleceu em Paris, em 13 de setembro de 1911, tendo sido transladados seus restos para o Brasil em 1920.

Fonte: “Poesia Parnasiana” Antologia – Edições Melhoramentos – 1967.

9 comentários:

Livinha disse...

Deusa que inspira louvor, a mais belas das flores, o mais cântico dos amores, essência pura de amor...

Belíssimo poema, como é lindo hipinóticos olhar de quem ama...

Meu querido amigo, olha só, eu tenho certeza de que apertei certo o botão deste teu elevador. Adentrei o teu recanto para fazer uma prece, cair nos laços do amor...
Mas sem problema, descerei para o andar de baixo, primeiro amo, depois eu rezo...rsrss

Bjss

Livinha

Fatima disse...

Muito bom de ler!
Bjs.

Andresa disse...

Ola amigo,
lindo poema, que os da um ar de liberdade
beijos
e um otimo dia

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Rosemildo
Poema de um autor clássico, cheio de sensualidade e amor. Gostei
Abração

Sonhadora disse...

Lindo poema, sensualidade à flor da pele.
amei.

beijinhos
sonhadora

Bruxo Fábio disse...

Fico realmente feliz ao passar por aqui e ler um poema maravilhoso como este amigo.

Resalvo mais uma vez a importância de reavivarmos nossas memórias, sempre muito feliz nos teus posts amigo.
Parabéns!

AFRICA EM POESIA disse...

Rosemildo
O verde é sempre Esperança e sinal de ...
LIBERDADE


um beijo GRANDEEEEEEEEE


COMO TU....AMO O VERDE!....

Clecilene Carvalho disse...

Gostei demais, além de nos fazer deleitar com estas lindas falas, ainda nos enriquece com conhecimentos sobre o autor.

Obrigada pela visita, estarei te seguindo e espero que volte a me visitar outras vezes.

Lou Witt disse...

Passei aqui pra te deixar o meu beijo de carinho!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...