quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Luzes e sombras.

http://3.bp.blogspot.com/_9PZFv0EFWqQ/SJh146gBDPI/AAAAAAAAAT0/fv8-dxKfWR0/s400/Borges%2B097.jpg

LUZES E SOMBRAS

O vento perpassa sereno. Em ritmo constante e com aprazível suavidade. E nos traz a sensação relaxante de ótimo bem-estar. Sentimos, às vezes, um pouquinho de frio gostoso e acariciante. As sombras, lá mais fora, já engoliram toda a luz do dia, sutilmente tecendo os véus negros da noite. Felizmente, já estão à vista os incontáveis pontinhos luminosos tauxiando os largos céus. É noite, e as estrelas são as soberanas de irradiantes belezas astrais... Pobres homens, que nada podem fazer iguais.

Percebemos, de relance, figuras que bailam em movimentos de articulações geométricas. São luzes e sombras, simultaneamente. Há configurações com harmoniosos e belos impulsos. Coisas simples, mas, cheias de graça... Apenas as folhas de um coqueiro diante da majestosa lua cheia, observadas através de uma janela. É o que – o esplendor da natureza, além de outras coisas – nos oferece gratuitamente. É apenas mais um instante, talvez, único e verdadeiramente fugaz. Momento igual a este, que apreendemos com as nossas mais puras sensações, certamente jamais se repetirá. Essas conjunções de fatores, quando não as colhemos no momento certo, nunca mais as teremos de volta, exatamente iguais. Nada se repete, especialmente em nossa existência.

A noite, inexoravelmente conduzida pelas leis cósmicas, faz o seu normal trajeto. A lua, ao alto, imperturbável, harmoniza o agradável silêncio. É aquele sossego que viabiliza a melhor forma de pensar, fazendo-se refletir mais profundamente. Nesses instantes aprendemos a adotar decisões com mais absoluta firmeza. O silêncio, aqui, mesmo nas primeiras horas da noite, traz o aconchego verdadeiramente íntimo e gostosamente salutar.

De repente, porém, há uma interrupção brusca, mas, programada, quebrando o ritmo do sossego cadenciado pelo silêncio. São vozes provenientes de um aparelho eletrônico, companheiro inseparável das famílias. Chegou o sagrado horário das novelas. Nesses momentos, inúmeras pessoas associam alguns dos seus secretos sentimentos a impulsiva força das emocionantes cenas transmitidas pela televisão. Há os que emotivamente se envolvem ou simplesmente se autoassumem psicologicamente, como se eles fossem verdadeiramente os próprios personagens dessas novelas.

Há os que preferem, à hora das novelas, outros deleites. Às vezes, um simples vão de janela, com as correlações momentâneas, é o suficiente. Porém, a condição intrínseca de cada coisa, está profundamente relacionada com o contexto de uma só realidade. E, assim, cada ser humano cria o seu universo íntimo com ilações autoinduzidas, produto de suas sensações de vida ao bel-prazer de momentos existências os mais diversos.

A extasiante beleza da noite, com tudo o que se pode perceber e plenamente sentir em extensão cósmica, é profundamente maravilhosa. Esses puros sentimentos, emotivamente, nos induzem à profundas e reflexivas interiorizações íntimas. Nessa ocasião, no âmago da nossa consciência interior, há o desejo de que o nosso “eu humano” – ainda imperfeito, perecível – una-se ao eu eterno, impessoal e invisível. Sentimos, aflorando intensamente dentro do nosso ser, o Deus supremo e infinito: Senhor de todas as coisas. Independente de qualquer religião, há um Deus, verdadeiro e ilimitado. É o Pai único, existente no âmago de todo ser humano, que seja religioso ou não.

Otacílio Negreiros Pimenta
In-Memorian

9 comentários:

Livinha disse...

Olá meu amigo, saudade!!!
Lindo texto, quando a propria natureza redige seus poemas, na forma romantica e plena e oxalá quem tem os olhos de ver, de compreender e se apaixonar...
Adorei!!

Feliz semana
Bjsss


Livinha

Helô Müller disse...

Palavras simples como simples é a natureza, ainda q irremediavelmente bela! Resultou num lindo texto e cheio das "verdades mais verdadeiras" do princípio ao fim...
Parabéns pela escolha, mais uma vez!
Beijos simples e naturais! rs
Helô

Chica disse...

Que lindo ! E estar em silêncio, contemplar apenas tudo que existe à nossa volta é grande!!!abração,chica

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Rosemildo.
Mais um dos seus belos textos. A lua reinando absoluta a encantar e inspirar a todos.
Abração

achab disse...

Ciao Rosmildo, bello il tuo scritto.
Buona serata.

Silvana Nunes .'. disse...

Belo texto, amigo. Muito boa escolha.
Saudações Florestais !

Silvana Nunes .'. disse...

Belo texto, amigo. Muito boa escolha.
Saudações Florestais !

Fatima disse...

Que texto bonito, não conhecia.
Bjs.

AFRICA EM POESIA disse...

Boniti Ver-te passar por Aveiro ...para a festa...


venho agradecero carinho que recebi.
o meu dia de aniversário é um dia muito feliz para mim...
Gosto de o viver intensamente . E mais uma vez...consegui.
um beijo pelo carinho deixado É Bom ter amigos.
Agora vou preparar a festa da minha nova paixão...o meu livro do Sporting.

A vida vale por estes Momentos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...