quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Amarga desilusão.


AMARGA DESILUSÃO 

Esta tua ausência que em mim tanto dói, 
Que impõe e me leva à ingrata solidão. 
Maltrata, machuca, e aos poucos corrói, 
O pouco que resta do meu pobre coração. 

Esta tua indiferença que nada constrói, 
Só aumenta a angústia e alimenta a aflição. 
E ao passar do tempo, lentamente destrói, 
O mais puro amor e uma grande paixão. 

Já não mais sou a mesma, viver já não sei, 
A vida pra mim já não tem mais fundamento. 
Vagueio nas lembranças do tempo que passei. 
E alimento-me do mais cruel sofrimento. 

Até quando não sei, seguirei resistindo, 
Neste mundo carrasco e sem compaixão. 
Pois sem ter a ti, aos poucos vou partindo, 
E na bagagem levando a amarga desilusão. 

R.S. Furtado.

Quer saber mais sobre a História da Literatura Mundial?
Visite o nosso novo espaço. Hoje temos a "Literatura Chinesa"




15 comentários:

MEUS POEMAS disse...

QUE LINDOS E APAIXONADOS VERSOS POETA, ADOREI!
BJS PRA VC!
GENA

Pena disse...

Prodigioso e Sensível Poeta Amigo:
Escreve com magia e talento.
Nota-se nos seus versos uma certa revolta, própria dos grandes poetas em busca de uma perfeição utópica que busca e rebusca e não leva a nada.
Parabéns.
O seu coração apazigua-se na sua ternura e maravilha que todos gostamos pela pureza, beleza e encanto. Aliás, é um brilhante poema fantástico e literariamente perfeito.
Abraço amigo ao seu sublime génio.
Com respeito e sempre a admirá-lo

pena

É notável e um Ser Humano extraordinário e digno de atenção.
Adorei.
Bem-Haja, pela honra da sua amizade.
Excelente!

Andradarte disse...

Não quero interferir em pensamentos
tão íntimos....mas adorei ler a
'Amarga Desilusão'
Abraço

Everson Russo disse...

Essa solidão e esse vazio que tanto fazem doer o peito de quem ama...belos versos amigo,,,abraços de bom dia pra ti.

Evanir disse...

Querido amigo e poeta.
Lindo poema um tanto doido mais sem perder o encanto da poesia.
Um beijo carinhoso,.Evanir.

Anne Lieri disse...

Furtado,que encantadora poesia!Muito triste quando não se tem a pessoa amada por perto!Ficou lindo seu poema!Bjs,

RELTIH disse...

TREMENDO POEMA. ME GUSTA MUCHO.
UN ABRAZO

Orvalho do Céu disse...

Olá,
Mesmo na desilusão a gente cresce...
Ainda bem!!!
Abraços fraternos de paz

Tais Luso disse...

Lindo!! E que ritmo gostoso você dá às suas poesias. Parabéns.
Amarga Desilusão - uma das que mais gostei.

Bjs, amigo.
Tais Luso

Antônio Henrique disse...

Eis uma grande poesia.

Deve ser guardado em acervos especiais.

(...)

Rosane Marega disse...

Que Lindo!!!
Nossa, estava com Saudades!
Beijosssss

Amor feito Poesia disse...

"De repente a gente se encontra numa esquina, num outro planeta, no meio duma festa ou duma fossa, a gente se encontra, tenho certeza."

Caio F. Abreu

Beijos poéticos....M@ria

Everson Russo disse...

Um belo dia pra ti meu amigo...abraços...

ONG ALERTA disse...

O amor é suas histórias, beijo Lisette.

OutrosEncantos disse...

só partimos quando o coração esquece, não é?! mas é que o nosso coração é o nosso maior traidor... raramente esquece!
é, saudade é uma coisa danada!

e este teu poema é belissimo, Furtado!
beijo :))

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...