terça-feira, 10 de setembro de 2013

A luz do teu olhar.


A LUZ DO TEU OLHAR

A lua faceira e distante
Não pode se orgulhar
No seu andar errante
Não brilha como o teu olhar

Nem as estrelas vaidosas
Que ficam sempre a brilhar
– todas elas presunçosas
Não brilham como o teu olhar

Nem as pedras preciosas
Nem as conchinhas do mar
Podem ser tão valiosas
Como a luz do teu olhar

Teu olhar é tão profundo
Mais que luzes a cintilar
Não há nada neste mundo
Como a luz do teu olhar.

João Batista 



Leia mais um belo poema e a biografia do autor aqui:

Visite também:

6 comentários:

✿ chica disse...

Um olhar pode deixar marcas profundas, marcar pra sempre. Linda poesia! abração,chica

ReltiH disse...

ESTE POEMA ENGALANA UNA MIRADA.
UN ABRAZO

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Bom dia!
Lindo poema.Esse universo chamado poesia nos encanta cada vez mais.
Grande abraço
se cuida.

Tais Luso disse...

Olá, Rosemildo, gostei muito do poema: delicado, um poema apaixonado.

Grande abraço, amigo!

✿ chica disse...

Adorei teu comentário por lá! Sempre pertinentes tuas colocações a at[e versinho por lá!

Obrigadão,abraços,chica

Cristina disse...

La mirada es todo Rosemildo, habla por el alma y el corazón...un poema espectacular, me gustó muchísimo!
Te dejo un fuerte abrazo, bella noche!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...