sábado, 15 de junho de 2013

O Avarento.



O AVARENTO

O Avarento No meio de seus cofres, desvelado, 
Co'as tampas levantadas, rasas de ouro, 
Cevando a vista está no metal louro 
Dele o cioso Avarento namorado. 

Temendo que lhe venha a ser roubado, 
Emprega alma e vida em seu tesouro, 
Girando com os olhos, qual besouro, 
Zumbindo sem cessar, afervorado. 

Fechado nele está, com sete portas, 
Com temor de algum fero arrombamento 
De astutas invenções, de ideias tortas. 

Não emprega em mais nada o pensamento. 
Cega ambição de vãs riquezas mortas! 
Quão infeliz não és, louco avarento!


Francisco Joaquim Bingre

Leia mais um belo poema e a biografia do autor, aqui.

Visite também:


6 comentários:

✿ chica disse...

Poesia linda, bem escrita e o tema é sempre atual. Há muita gente assim! Pena! abraços, lindo fds! chica

Severa Cabral(escritora) disse...

BOA TARDE AMIGO QUERIDO !
MAIS UM POEMA LINDO E COM A FORÇA DO AVARENTO...
BJS E UM FENOMENAL FINAL DE SEMANA !
BJS

Silenciosamente ouvindo... disse...

Não gosto nada de pessoas avarentas,
mas que as há é verdade.
Desejo que o amigo esteja bem.
Bom fim de semana.
Bj.
Irene Alves

Anne Lieri disse...

Triste a sina de um avarento!Poesia maravilhosa!Obrigada por sua visita!Bom te ver novamente!bjs,

Evanir disse...

Hoje estar aqui no seu blog tem um sabor especial para mim ,
pois muitas vezes luto para não deixar ninguém sem a resposta
do comentário deixado no meu blog.
O carinho recebido é tudo na minha vida
da forças para minha vida nunca parar
ou demorar um pouco mais entre vocês.
A luta tem sido grande , mais a força que emana de vocês
me fortace na luta de seguir sem olhar muito para traz.
Quando temos amizades maldade , sem inveja,
sem preconceitos com os problemas de amigas.
Nos elevamos como ser humano que passamos ser na vida
depois de vencer a dura batalha para continuar a viver .
Um Dia encontrarei solução para minhas perguntas,
Porque eu meu Deus?
Nunca devemos questionar porque eu..porque?
com o tempo conhecemos os porque dos desígnios de Deus.
È onde aprendemos valorizar um folego de vida
é sentir que podemos ainda vencer os obstáculos
imposta para nosso crescimento e evolução como ser humano.
Até nosso retorno para o jardim de rua de ouro cercada de anjos.
A cada dia temos uma chance para recomeçar e escrever um novo começo.
O sol é o mesmo, mas os raios de luz,
trazem a novidade de um tempo que é único.
Deus está no comando da sua vida,
mas Seu amor indica possibilidades para sermos felizes.
Se for preciso, recomece tudo outra vez.
Um feliz e abençoado final de semana beijos
no coração infinitos carinhos na alma.
Evanir: espero ter deixado um pouco de mim..

ReltiH disse...

POESÍA MUY EXCELENTEMENTE CREADA.
UN ABRAZO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...