segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Emparedado.

EMPAREDADO

Por planícies e aspérrimas montanhas
Andei errando como um beduíno,
E contei ao luar o meu destino,
Velado por dragões de outras entranhas.

E a ti, ó sol, que de purezas banhas
Os campos verdes, num clarão divino,
Contei, também, chorando, o desatino
Das minhas ânsias trágicas, estranhas.

Mas não contei ao mar as minhas ânsias,
Ao largo mar perdido nas distâncias,
Para não vê-lo, dessa vez, cavado.

Pois esse mar é um coração doente,
Igual ao meu, e vive eternamente,
Eternamente triste e emparedado.

Araújo Figueiredo 



Juvêncio Araújo Figueiredo nasceu em 27 de setembro de 1864, na esquina das antigas ruas dos Artigos Bíblicos e Tranqueira, hoje Victor Meireles e General Bittencourt. Com 6 anos de idade encontra-se pela primeira vez com Cruz e Sousa na casa da professora Camila, na rua dos Ilhéus. Aos 9 anos, estuda em escola pública provisória em companhia de seu irmão Luiz, regida pelo professor Lúcio Camargo, no Estreito. De saúde debilitada, nervoso ao extremo, seus pais deixaram-no livre para percorrer os verdes campos floridos dos bosques e as praias brandas, na persuasão de que os encantos desses lugares pudessem trazer ao seu corpo o rejuvenescimento das forças, da pujança de que necessitava. Com grande vocação... Leia mais aqui:



Visite também:
Clicando aqui:

7 comentários:

✿ chica disse...

Lindo poema e o povo brasileiro também está assim:emparedado! abração,chica

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Um suspiro e uma saudade. É assim que me sinto quando venho aqui.
Lindo soneto.
Abraço e bom dia,
Renata

Laura Santos disse...

Um grande poeta, Araújo Figueiredo, e um grande soneto, daqueles sonetos perfeitos desta época.
Quem não se sente de vez em quando emparedado?...:-)
Um grande dia, Furtado!
xx

OutrosEncantos disse...

Furtado,
as coisas que tu sabes :)!

é um lindo poema!
beijo
semana feliz.

Daniel Costa disse...

Rosemildo, Continuas a ser bom a descobrir grandes poetas, de que beneficiam os teus seguidores. Como é o caso do soneto de Araújo Figueiredo.
Aqui se descobre e pode tomar contato, com a vera poesia.
Abraços

Rosemildo Sales Furtado disse...

Querida amiga do blog Outros Encantos! Infelizmente não tive como retribuir a tua visita e o teu amável comentário porque me foi negada a permissão para acessá-lo.

Beijos e uma ótima semana para ti e para os teus.

Furtado.

Smareis disse...

Lindo poemas!

Oi Rosemildo!
Um belo soneto!
Grande poeta Araújo Figueiredo

Ótima semana cheia de coisas especiais. Beijos






Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...