segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Desilusão.




DESILUSÃO

Que mais importância tem viver, se a vida,
Já não é a mesma de antes, feliz e vivida,
Nos saudosos tempos de outrora?
Para que serve mais viver, se a saudade,
É tudo que me restou, e que me invade,
Em todo momento, e a qualquer hora?

Partiu de mansinho, sem nenhuma despedida,
Nem sequer pensou que a sua partida,
Chegasse a ferir de alguém, o coração.
Levou consigo a alegria e a felicidade,
De um ser que jamais esperou tanta maldade,
E uma prova de tamanha ingratidão.

Sem alento, desprezado e de coração partido,
Sigo caminhando sozinho e desiludido,
Neste mundo cruel e sem compaixão.
Descrente do amor e descrente de tudo,
Desisti de amar, pois assim não me iludo,
Nem tampouco degrado, meu pobre coração.

E, por nada mais ansiar, e nenhuma esperança,
Seguirei meus passos, só com a lembrança,
Dos dias felizes, com muito amor e paixão.
Levarei na bagagem muita dor e sofrimentos,
Saciarei minha sede com os meus tormentos,
E matarei minha fome, com a minha desilusão.

R.S. Furtado. 
Reedição
 
Visite também:
Clicando aqui:

9 comentários:

✿ chica disse...

Tão tristes, desiludidos, desesperançosos versos, mas ainda assim, lindos! abração, tudo de bom,chica

Elvira Carvalho disse...

Triste. Anda o poeta triste e desanimado. Mas nem mesmo os poetas conseguem viver apenas de recordações.
Um abraço e uma boa semana

Rosa Mattos disse...

Não é fácil se reerguer depois de uma desilusão. Dói. Desanima. Mas é possível. Afinal, a vida não é um mar de rosas o tempo todo. Aos poucos a esperança por dias melhores ressurge.

Jaime Portela disse...

A vida continua, mesmo depois de grandes desgraças...
Apesar de triste, o poema é excelente. Uma pérola ultrarromântica, diria.
Boa semana, caro amigo Furtado.
Abraço.

Ana Bailune disse...

Parabéns! Poema belíssimo.

Tais Luso disse...

Bem triste, não Furtado? Mas muito bonito.
Desilusão é colocar todas as nossas expectativas no outro, não deixa de ser perigoso. E haja coração!
Você já observou que tanto a palavra 'saudade' como 'desilusão' são lindas?
Bjs, meu amigo.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Apesar de toda esta tristeza é um magnifico poema meu amigo, gostei bastante.
Um abraço e boa semana.
Livros-Autografados

lua singular disse...

Oi amigo,
Eu passei por tantas provações que daria um livro bem grosso, mas como a vida continua ela tem que conquistar outro amor para dar alento a vida. Foi o que fiz.
Hoje tenho outro homem que casou com uma jovem e linda viúva (eu.kkk)e o ano que vem faremos bodas de prata, com muitas pompas. Merecemos.
Que Deus o abençoe
Lua Singular

CÉU disse...

Olá, Rosemildo!

Que poema triste! Não há, no amor, pessoas insubstituíveis, mas em poesia, tal como na vida tudo é possível.

Beijos e boa semana!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...