segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Amarga missão.



AMARGA MISSÃO

Já não mais sei quem sou,
Nem tampouco quem eu era
Se fui feliz ou não, já passou,
Vivo a vida numa eterna espera.
Dos dias que a mim decretou,
O destino a uma lida severa.

Já não mais tenho esperanças,
De algo de bom nesta vida.
Perambulo em minhas andanças,
Buscando um pouco de guarida.
Sem nada deixar de lembranças,
Até a hora da minha partida.

Sou um ser que não vive, vegeta,
E quem sabe, talvez sem coração.
Que veio ao mundo só cumprir a meta,
De penar em constante solidão.
E a uma vida de sofrimentos era certa,
Pois essa era a sua amarga missão.

R.S. Furtado

11 comentários:

chica disse...

Tristes versos,linda poesia e inspiração! Não podemos perder a esperança! Abração,ch i ca

Elvira Carvalho disse...

Um poema muito triste. Espero que seja só poesia mesmo.
Abraço e uma boa semana

Roselia Bezerra disse...

Boa tarde de paz, Rosemildo!
Um ser solidão povoada em missão do espírito... assim somos todos nós em primeiro lugar.
Muito lindo seu poema! Edificante...
Tenha uma semana abençoada!
Abraços fraterno de paz e bem

lua singular disse...

Uma poesia de um sentimento muito triste.
Talvez seja apenas uma poesia criativa.
Beijos no coração
Lua Singular

Ana Bailune disse...

Bonito, embora tão triste...
Boa semana!

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Excelente poema amigo Rosemildo e aproveito para desejar a continuação de uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Lucinalva disse...

Olá Rosemildo
Depois dos dias difíceis o sol volta sempre a brilhar. Abraços

Smareis disse...

Boa noite Furtado!
Um lindo poema que me fez pensar...
Votos de uma ótima sexta-feira.
Abraços!

SOL da Esteva disse...

Amigo. Vê se descobres
A riqueza de ser Gente.
Não saber, é muito pobre
E não te torna contente.



Abraço
SOL

Tais Luso disse...

Olá, amigo Furtado, poema triste, mas muito bonito, de grande inspiração! gostei muito.
Um bom fim de semana pra você e sua família.
beijo

GERALDO RIBEIRO disse...

Olá, Rosemildo.

De vez em quando é preciso jogar para fora aquilo que nos incomoda. Mas, no fundo, sabemos que você é feliz e cheio de esperança. Um abraço, paz e bem