segunda-feira, 12 de março de 2018

Ceder é necessário.


CEDER É NECESSÁRIO 
Para se ter uma vida em comum, necessário se faz que as partes saibam ceder o suficiente, para poderem fazer jus ao suficientemente cedido.”
R.S. Furtado
Visite também:
Clicando aqui:

11 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Um casamento feliz é uma cedência contínua de ambos. Nunca dá certo se for só um a ceder.
Um abraço

✿ chica disse...

Numa união cada um cede um pouco para o bem da relação! Vale muito! abração, ótima semana,chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

É realmente muito importante saber ceder.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Arte & Emoções disse...

Teste, verificando configurações

Mariazita disse...

Palavras muito sábias, caro amigo Furtado.
Durante os mais de 50 anos de casamento sempre orientei (orientámos, os dois)a nossa vida segundo esse princípio, e, graças a Deus, fomos felizes como poucos...

Bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Rosenildo Pereira disse...

É verdade.

Acrescenta Um Ponto ao Conto disse...

Gostámos do que encontrámos por aqui. Voltaremos.

Convidamos-vos a ler o capítulo V do nosso conto escrito a várias mãos "Voar Sem Asas"
https://contospartilhados.blogspot.pt/2018/03/voar-sem-asas-capitulo-v.html

Votos de bom fim-de-semana
Saudações literárias

Jaime Portela disse...

E de cedência em cedência vamos ficando sem nada... rsrs...
Mais a sério, gostei do seu pensamento, porque as cedências (ou flexibilidade) devem fazer parte do quotidiano de paz e fraternidade das pessoas inteligentes.
Bom fim de semana, caro Furtado.
Um abraço.

Maria Rodrigues disse...

Concordo plenamente com o seu pensamento.
Numa união é fundamental haver cedências de parte a parte, para haja um equilíbrio estável e duradouro.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

CÉU disse...

olá, meu querido amigo...

de facto, de costas voltadas, não se consegue nada. a imagem fala por ela.

nunca entendi a teimosia e o orgulho. são sentimentos mto repugnantes e quem os tem, geralmente anda com a vida as avessas, como as candeias.

cedo - do verbo ceder, sempre, e orgulho é atitude negativa, que não uso, que não tenho e k nem conheço. qdo tiver k dizer, falar, colocar tudo em pratos limpos, eu faço, sim, e assim tudo fica bem clarinho.

beijos e bom final de semana.

Diná Fernandes O.Souza disse...

Olá Rpsemildo, na união onde não cabe o perdão e a humildade, a felicidade se ausenta, conviver bem é alimento do amor.
Abraço!