segunda-feira, 20 de novembro de 2017

Parte do passado.


PARTE DO PASSADO

Antigamente, tudo era exatamente assim...
A triste solidão, aos poucos, me dominava,
Quando esnobe e faceira, ela sempre passava,
E quem sabe, por maldade, nem olhava pra mim.
E assim, no peito, uma forte dor eu sentia,
De aflição e angústia, era o meu dia a dia,
Na esperança que um dia, tudo isso teria fim.

Hoje, só restam lembranças, está tudo apagado...
Pois, com o passar do tempo, tudo enfim terminou,
Do grande amor que nutria nada mais restou,
Entre nós nada mais existe, está tudo acabado.
Já não sou mais aquele, que vivia implorando,
Por um pouco de amor, seguia rastejando,
Esse ser morreu, se foi, faz parte do passado.

R.S. Furtado

Visite também:
Clicando aqui:

9 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Gostei do poema. Não se deve implorar por amor. Ele é um sentimento sublime, porém muito caprichoso. Nasce sem nos perguntar opinião nem querer saber se é ou não correspondido.
um abraço e boa semana

✿ chica disse...

Se houve esnobação, não valia a pena esse amor. Melhor esquecer! Lindo aqui te ler! abraços,chica

CÉU disse...

Olá, querido amigo Rosemildo!

Seu poema está dividido em duas estrofes e em dois estados de alma bem diferentes.

Na 1ª estrofe, lembra o passado, onde devido ao famigerado amor, andava triste e quase sem vontade de continuar.

Na 2ª estrofe, sucede, felizmente, o contrário. vamos esquecer o passado, pke a vida é para ser vivida e muitos amores virão substituir aquele. O importante é amar e estar de bem com a vida e com você mesmo.

Grata por sua visita e inteligente comentário.

Beijos e dias bem felizes.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei bastante do poema amigo Rosemildo e aproveito para desejar uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Maria Rodrigues disse...

Quando o amor não é correspondido o melhor mesmo é ficar no passado.
Sentido e belo poema.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

A Casa Madeira disse...

E a vida segue... k
Boa continuação de semana.
PAZ E BEM.

Jaime Portela disse...

E tudo morre... até o amor.
Magnífico poema, parabéns.
Bom fim de semana, caro Furtado.
Abraço.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Amar, não é rastejar, implorar, mendigar.
Amar é ter dignidade, manter o nível de reciprocidade, respeitar...
Parabéns.



Abraço
SOL

Zilani Célia disse...

OI ROSEMILDO!
POR MAIOR QUE SEJA O SENTIMENTO, NÃO RESISTIRÁ ASSIM SUBMISSO, POIS AMOR É TROCA É SOMA.
UMA LINDEZA, AMIGO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/