segunda-feira, 3 de julho de 2017

Conformação.

CONFORMAÇÃO

Casinha de porta e janela,
Bem no alto da favela,
De frente à uma vista bela,
É um ninho de felicidade.
Vislumbrando a natureza,
Irmanados com a pobreza,
Seres vivem com destreza
E muito amor, sem maldade.

Vou começar com o Maneca,
Menino muito sapeca,
Meio levado da breca,
Mas tem um bom coração.
Lá na rua a meninada,
Como sempre espalhada,
Feliz e bem animada,
Tem por ele adoração.

Rosita é a sua irmãzinha, 
Menina bem bonitinha,
Um mimo de garotinha,
Está sempre lendo a lição.
Pretende tudo aprender,
Para quando ela crescer,
De tudo um pouco saber,
E ter uma boa educação.

Dona Chica, a genitora,
Muito atenta e protetora,
Ordeira e fiel batalhadora,
De educar, nunca abriu mão.
Sempre com muito carinho,
Ensinou-lhes tudo certinho,
Pois ditar-lhes o bom caminho,
Para ela, era a grande questão.

Seu Joca, um pai bem zeloso,
Dos filhos, bastante orgulhoso,
Às vezes, pomposo, vaidoso,
Por, dos filhos, não se envergonhar.
Batalha sem mágoa ou quizília
Alerta, sempre em vigília,
Para nunca, jamais à família,
Um pedaço de pão lhe faltar.

E assim, o tempo logo vai passando,
Por dias melhores, todos esperando,
Consolados, nas noites, vão sonhando,
Que o bom dia chegue, se faça presente.
Na espera de grandes mudanças,
Assim como, dos dias de bonanças
E imbuídos de fé e grandes esperanças,
Vão vivendo como o bom DEUS consente.

R.S. Furtado

Visite também:
Clicando aqui:

10 comentários:

Elvira Carvalho disse...

Uma história, poeticamente contada. Gostei de ler.
um abraço e uma boa semana

Vanessa disse...

Oii, passando pra conhecer o seu blog e gostaaria de dizer que gostei bastante. Que belo texto, uma história incrível.
Tenha uma excelente semana!!

Tais Luso disse...

Senti uma homenagem à gente boa, honesta, honrada que vivem nas favelas.
Gostei muito, Furtado, uma visão que não se deve perder de gente simples e boa. Gente sofrida e trabalhadora.
Beijo, amigo. Uma ótima semana!

✿ chica disse...

Beleza de poesia ,fazendo ver o quanta gente tão boa ainda existe no meio de tudo aquilo que sabemos ter por lá! E até a D. Chica?rs... abração,chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema que nos conta uma história em jeito de homenagem aqueles moradores.
Gostei.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Edumanes disse...

Nessa casinha com janela,
na porta com ou sem postigo
para quem mora dentro dela
será o seu modesto abrigo!

Roseira de noite ao luar,
terá plantada no jardim
nela a rosa a desabrochar
exalando perfume sem fim?

Tenha uma boa noite caro amigo poeta Furtado, um abraço,
Eduardo.

Zilani Célia disse...

OI ROSEMILDO!
UMA HISTÓRIA, UMA HOMENAGEM, LINDO DE SE LER.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Relato magnifico em boa poesia.
Parabéns, Rosemildo.


Abraço
SOL

Jaime Portela disse...

Uma bela e sentida homenagem à gente boa das favelas.
Excelente poema, caro amigo Furtado.
Bom fim de semana.
Abraço.

Daniel Costa disse...

Furtado
Maravilhoso poema, cativante enquanto icentivante ode à juventude e seus progenitores.
Abraço

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...