segunda-feira, 20 de março de 2017

Autoencontro.

  

AUTOENCONTRO

Hoje, eu me sinto como um pássaro,
Que voa a esmo em busca de um ninho,
Sem ter nada que possa lhe dar amparo
E tem por sina, sempre viver sozinho.

Hoje, eu me sinto como uma borboleta,
Que vagueia triste num jardim sem flor.
Sempre alerta, ou o espinho lhe espeta,
Mostrando as garras do seu desamor.

Hoje, eu me sinto como uma noite triste,
Sem brilho, opaca, chuvosa e muito fria.
Onde no céu, uma única estrela não existe,
Tornando-a sem graça, nefasta e sombria.

Já não sei quem sou, me perdi de mim,
Busco-me, estou sempre a me procurar,
Quem sabe, eu encontre alguém, e assim,
Me ache, e por fim, possa me encontrar.

R.S. Furtado

Visite também:
Clicando aqui:

14 comentários:

✿ chica disse...

Muito linda tua poesia! E o auto encontro é necessário... Ótimo OUTONO,abração,chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Por vezes é preciso nos perdermos para depois encontrar o caminho.
Gostei bastante amigo Rosemildo.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Elvira Carvalho disse...

Melancolia do Outono?
Quantas vezes, temos que nos perder, para buscar o caminho certo?
Um abraço e seja feliz para comemorar o dia internacional da Felicidade.

Carmen Lúcia.Prazer de Escrever disse...

Muito bom esse auto encontro Rosemildo!
Precisamos estar sempre de bem com nós mesmos.
Bjs e uma ótima semana.
Carmen Lúcia.

Ana Bailune disse...

Quem nunca se sentiu assim, que atire a primeira pedra.

Bela poesia!

Boa semana!

ReltiH disse...

un poema excelentemente gestado!!!!
abrazos

Vera Lúcia disse...


Olá Furtado,

Estaremos sempre sujeitos a perder-nos de nós em algum momento da vida. Daí o sentimento melancólico do vazio. Entretanto, somente ao nos reencontrarmos teremos a capacidade de descobrir alguém que preencha nossa vida.
A conquista da felicidade dependerá desse autoencontro.

Belo poema!

Feliz semana!

Abraço.

Vera Lúcia disse...


Ah! Acrescento que achei os versos muito lindos e muito bem inspirados.

Abraço.

Smareis disse...

Bom dia Furtado!
Tão perfeito seus versos.
Tem poema que parece ler a gente, as vezes me sinto assim...
Ótima semana!
Abraço grande!
Blog da Smareis

CÉU disse...

Olá, Rosemildo!

Infelizmente, acho que muitas pessoas já se sentiram, desse jeito, precisando de um afeto, de amor, de companhia e de atenção, mas a esperança sempre está presente no coração de cada um, e assim, um dia, alguém virá modificar esse estado de coisas.

Gosto mto de seus poemas, pke para além da temática escolhida, a forma como os constrói, é perfeita e com imensa imaginação.

Agradeço sua visita e comentário.

Beijos e uma semana bem feliz.

Edumanes disse...

Porque, se sente como um pássaro,
então, voa ao encontro da passarinha
ela te espera lá no ninho, não no galho
chocando os ovos, não a deixa lá sozinha!

Tenha uma boa tarde caro amigo poeta Furtado, um abraço,
Eduardo.

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Quase te sentes só no meio da multidão! È necessária a força que nos tem para nos reencontrar-mos com a Vida.


Abraço
SOL

Maria Rodrigues disse...

Por vezes isso acontece, perdemo-nos de nós próprios.
Lindo poema
Um abraço
MAria

Jaime Portela disse...

Somos muitos sentires...
Belo poema, gostei muito.
Furtado, tem um bom domingo e uma boa semana.
Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...