segunda-feira, 7 de novembro de 2016

A partida.

   


A PARTIDA

Olha amor, quando você partiu,
Deixando-me tão triste assim.
A escuridão da noite foi quem assistiu,
A amargura tomar conta de mim.

Há... Como foi triste a tua partida,
Meu coração já não tem mais guarida,
Não existem luzes mais em meu caminho.
Olha! O nosso quarto já não tem mais vida,
Desde a última noite por nós dois, vivida.
Deixou de ser aquele tão lindo ninho.

Sei, que algum dia você vai voltar,
Com longos beijos, vamos festejar,
O fim de longa e triste solidão.
Sei, que nossos corpos vão se encontrar,
E a nossa cama é quem vai vibrar,
Com o renascer de nossa união.

R.S. Furtado.

Visite também:
Clicando aqui:

7 comentários:

✿ chica disse...

Será um lindo e intenso reencontro...Linda partida em poesia! abração, ótima semana!chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Muito bom este poema amigo Rosemildo e é bom nunca perder a esperança de um regresso desejado.
Um abraço e boa semana.

lua singular disse...

Oi Furtado
Que sua esperanças se concretize
Adorei o poema
Que Deus o abençoe
Beijos no coração
Lua Singular

GERALDO RIBEIRO disse...

Olá, Rosemildo,
Toda separação é ruim, mas quando a volta é por prazer mútuo, a vida ganha novo colorido. Um abraço, paz e bem

Smareis disse...

Olá, Rosemildo!

Um poema muito bem tecido. Lindo demais.
Partida sempre é doída, mais o reencontro sempre e magico.
Ótima semana!
Abraço grande!
Blog da Smareis

Elvira Carvalho disse...

A partida é sempre momento de tristeza para quem fica. Começa-se a percorrer a estrada da saudade.
Um abraço e uma boa semana

Silenciosamente ouvindo... disse...

A partida é sempre muito triste,
mas há algumas com regresso.
Gostei, amigo.
Desejo que se encontre bem.
Abraço, amigo.
Irene Alves

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...