segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Dura realidade.

 


DURA REALIDADE

Ela sempre foi muito linda,
Desde o dia em que nasceu.
Dona de uma beleza infinda,
Dádiva que DEUS lhe deu.

Nasceu numa humilde casinha,
Num bairro pobre da periferia.
Os pais com o pouco que tinha,
Nunca lhe davam o que queria.

Sempre via, quando ia à cidade,
As mocinhas que por si passavam.
Bem vestidas, esnobando vaidade,
Indiferentes, nem sequer lhe notavam.

A inveja então, lhe subiu à cabeça,
E a revolta invadiu seu meigo coração.
Saiu de casa, e por incrível que pareça,
Na praia, foi rodar a bolsa no calçadão.

Sua vida então, de imediato mudou,
O resultado foi outro, não o que pensava.
Ao invés de melhorar, tudo piorou,
Sua vida aos poucos desmoronava.

Pra casa logo, resolveu voltar,
E aceitar a vida como realmente é.
Em luxo jamais, deveria pensar,
Pois é só pra quem pode, e não pra quem quer.

A experiência valeu, foi uma lição de vida,
Pois não é luxo ou riqueza que traz felicidade.
Ensinou-lhe que mais vale uma vida sofrida,
Que enfrentar o rigor da dura realidade.

R.S. Furtado.

Visite também:
Com a história da Literatura Brasileira 
Clicando aqui:

18 comentários:

✿ chica disse...

Muito lindo, intenso e que bom quando apesar de tudo, a realidade serve de aprendizado! Linda poesia! Ótima semana! abraços, chica

CÉU disse...

Olá, Rosemildo!

Vá lá k essa menina, ainda, percebeu a tempo. Comeu fel, passou por duras provas, mas regressou à sua humilde, mas carinhosa casa, onde há tudo pra ela ser feliz.

Beijos e abraços. Boa semana!

Dorli Ramos disse...

O Rosemildo,

Por que a mocinha não foi trabalhar, pois o maná não cai mais do céu.
Foi poque quis, poderia até catar sucata nas ruas e vender.
Voltou talvez por ser humilhada grosseiramente por homens nojentos. Credo.
E a Céu não conseguiu entrar no meu blog
Beijos
Dorli

Maria Rodrigues disse...

Por vezes só se aprende passando pelas situações.
Lindo poema.
Beijinhos
Maria

Evanir disse...

Com o tempo começamos a sentir saudades de todos amigos ,
que passaram em nossas vidas muitos ainda permanece.
Outros de repente partiram deixando seus blogs sem
dizer um até breve .
Outros tiraram do ar aquele ponto de encontro de tantos
anos de uma linda amizade ,
deixando somente a saudade em nossos corações.
Estou dando uma volta num passado não muito distante
espero que goste dessa fase de recordar é viver ,
feliz daquele que tem algo de bom para recordar.
Uma abençoada semana que Deus lhe abençoe sempre
e sempre.
Beijos no coração.
Evanir.

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Bela e intensa poesia meu amigo.
Um abraço e continuação de uma boa semana.

Clau disse...

Oi Furtado,
Sua escrita é rica e intensa!
Gostei do envolvente poema
e suas belas rimas.
Ainda bem que ela se deu conta que riqueza e luxo
não são sinônimos de felicidade.
Beijos!

Zilani Célia disse...

OI ROSEMILDO!
QUE LINDO, DISSERTASTE POETICAMENTE SOBRE A VIDA E ERROS DE UMA JOVEM, SEM PERDER A RIMA E O RITMO, ACHEI LINDO DO INÍCIO AO FIM.
ABRÇS
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

ReltiH disse...

UN MENSAJE MUY CONSTRUCTIVO.
ABRAZOS

Maria Teresa Valente disse...

É uma triste realidade, Furtado!
A aparência muitas vezes cobiça,
feliz daquela que pode retornar
às suas origens!
Que belo exemplo de vida!
Amei, obrigada,
abraços carinhosos
Maria Teresa

olharbiju disse...

Fascinante poesia.
Gostei.
Abraço
(Alice)

Acordar Sonhando . SOL da Esteva disse...

Poema/relato das realidades (gravemente) crescentes.

Abraços
SOL

Jaime Portela disse...

Para aprendermos, às vezes temos que bater com a cabeça na parede...
Um poema "nu e cru", mas excelente.
Caro Furtado, tenha um bom resto de semana.
Abraço.

Pérola disse...

Uma história com sabedoria.

Beijinhos

A Casa Madeira disse...

Qualquer experiência seja dura ou não, faz com que
haja um crescimento;
As vezes também aprendemos com a dor... e muito.
Bom final de semana.
Janicce.

Andradarte disse...

Não há como a experiência, para cair na real......
Mas porque tem de ser sempre assim...???
Só aprendemos com os erros.
Obrigado pela sua visita simpatica.
Abraço

Magia da Inês disse...


A vida é assim mesmo... é preciso ter muita fé.
Ser feliz é mais simples do que pensamos, começa nas pequenas coisas que não damos importância. A família é a principal delas.

-`✿´-
✿ Bom fim de semana com tudo de bom!
-`✿´- Beijinhos.

http://livinha27.blogspot.com.br/ disse...

Olá Rosemildo

Já estava mais do que na hora
de aqui voltar,
visto que és amigo de verdade
no coração tem bondade,
razão que não se falta a amizade.

Seu poema é bem verdadeiro
a realidade está a mostrar,
porém há que se viver primeiro,
para se poder acreditar...
Não somos e nada podemos impedir,
há gente que precisa ver para crer,
outros mais sensíveis crer
sem precisar de ver,
tendo a palavra divina a acreditar.

Belíssima lição do poema
sinto saudades de ler,
valeu meu amigo, belo tema,
lições da vida por aprender...

Que Deus te abençoe sempre

Livinha

Obrigado pelas visitas no face

Beijinhos <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...