quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Na fazenda.

NA FAZENDA

Dorme ainda a fazenda: ao longo da varanda

Repousa o boiadeiro em couros estendidos;

Desponta no horizonte aurora froixa e branda,

No meio do terreiro o cão solta ganidos!



Mas nisso de repente escutam-se alaridos,

Dum sino que desperta estruge a voz nefanda;

Começam a soar conversas e balidos

E a ordem de rigor que rude aos negros manda!



Chegou o começar das lides e trabalhos,

Ressoam do feitor os brados e os ralhos:

A boiada desfila à porta do curral.



Os pretos esfregando os olhos sonolentos

Levando samburás lá vão a passos lentos

Da porta da senzala ao denso cafezal!



Afonso Celso.
  
Leia mais um belo soneto e um resumo da biografia do autor aqui: 
  
Visite também: 


16 comentários:

Maria Alice Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
✿ chica disse...

Beleza de poesia,Rosemildo! Tuas escolhas são lindas! abração,ótimo dia! chica

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
E até hoje os escravos acordam com o apito das chaminés das fábricas.
Abraço

Laura Santos disse...

Desconhecia o fundador da Academia Brasileira, e como escrevia bem!
A escravatura é uma mancha bem negra da qual os colonizadores se deveriam envergonhar.
Na cidade onde eu vivo, Lagos, existiu o primeiro mercado de escravos africanos na Europa, e sempre que por lá passo penso como o mundo foi e continua a ser tão injusto.
Desculpa a divagação...:-)
Sempre belas escolhas!
xx

Maria Alice Cerqueira disse...

Me desculpe!


Por favor, me perdoe pela copia e cola.
Mas hoje é por um motivo especial.
Levar ao conhecimento de todos aos meus amigos o meu mais recente trabalho.
Desde já agradeço o seu carinho, sua atenção e sua compressão.

Vem ai Uma Menina Chamada Esperança!
Em breve comunicarei o lançamento deste emocionante livro! Que ao voltar no tempo dos nossos antepassados, nos faz renascer para a chama da esperança, - olhar para o futuro e ver nossos sonhos realizados!
Prezado amigo, eu ficaria muito feliz se pudessem me ajudar a divulgar meu mais novo trabalho, o qual foi feito com muito carinho e dedicação para todos os leitores que gostam de viajar entre as palavras de um livro. É um livro juvenil, mas que com certeza vai tocar o coração de todos. Assim é o que eu desejo.
Penso que estou pedindo um pouquinho demais, mas se for possível me ajudar também curtindo Esta postagem na minha pagina e a pagina deste livro no face eu lhe agradeço de todo o coração.
Muito obrigada!

https://www.facebook.com/UmaMeninaChamadaEsperanca?fref=nf



Logo que tiver uma data precisa do lançamento do livro avisarei a todos.
Conto com o apoio de cada um de vocês, para a Menina Esperança realizar o seu sonho!
Desde já agradeço o seu apoio e amizade.
O meu muito obrigado
Que Que abençoe a cada um e uma de vocês, meus amigos e amigas.

Maria Alice


Bell disse...

Tanta dor, e humilhação esse povo viveu.

Um lindo dia pra vc =)

MARILENE disse...

Escravatura, que mudou de cara e persiste no mundo moderno, camuflada. Um grande escritor! Abraço.

Pérola disse...

Uma partilha muito boa.

Beijo

Pérola disse...

Uma partilha muito boa.

Beijo

lis disse...

Tempos que não queremos reviver.
A liberdade é preciosa e precisamos preservá-la,
Bonito post
um abraço e obrigada pela visita

Silenciosamente ouvindo... disse...

A escravatura continua a existir.
Como sempre gosto muito da
poesia que aqui encontro.
Desejo que o amigo esteja bem.
Bom fim de semana.
Irene Alves

Daniel Costa disse...

Rosemildo

Com maia este soneto continua a resenha do que fez de bom no Brasil, em poesia. Também a partir das tuas postagens podemos, ficar mais documentados do foi a escravatura nesse imenso Brasil.
Obrigado, abraços

Daniel Costa disse...

Rosemildo

Com maia este soneto continua a resenha do que fez de bom no Brasil, em poesia. Também a partir das tuas postagens podemos, ficar mais documentados do foi a escravatura nesse imenso Brasil.
Obrigado, abraços

Daniel Costa disse...

Rosemildo

Com maia este soneto continua a resenha do que fez de bom no Brasil, em poesia. Também a partir das tuas postagens podemos, ficar mais documentados do foi a escravatura nesse imenso Brasil.
Obrigado, abraços

Zilani Célia disse...

OI ROSEMILDO!
BELEZA DE POESIA.
ÓTIMA TUA ESCOLHA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Evanir disse...

Com enorme saudades e deixando
para trás os dias tensos
pelos quais estou vivendo.
Quem disse que amigo não sente saudades
quer seja presente ou virtual.
O importante é as portas abertas
para eu entrar e deixar meu carinho
e agradecimento de alguma forma.
Que seu final de semana seja dos mais felizes,
que meu carinho acaricie se doce coração.
Beijos e carinhos
Evanir.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...