quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Eu vi dois pólos.

 

EU VI DOIS PÓLOS

Eu vi dos pólos o gigante alado
Sobre um montão de pálidos coriscos,
Sem fazer caso dos bulcões ariscos
Devorando em silêncio a mão do fado

Cinco fatias de tufão gelado,
Figuravam na mesa entre os petiscos,
Envolto em crepe de fatais rabisco
Campeava o sofisma ensanguentado.

Quem és? Que assim me cercas de episódios
Lhe perguntei com voz de silogismo,
Brandindo um facho de trovões serôdios!

Eu sou, me disse, aquele anacronismo
Que a vil caterva de sulfúricos ódios,
Nas trevas sepultei de um solecismo.

Bernardo Guimarães
 

Leia mais um belo soneto e um resumo da biografia do autor aqui:

Visite também:

7 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia com rebuscadas palavras! abração, ótimo dia e pra destoar da poesia, deixo um "TUDIBÃO",rs.. chica

Daniel Costa disse...

Rosemildo

As tuas postagens, por hora de sonetos, sempre nos acrescentam algo ao intelecto.
Sempre me sinto mais rico, poeticamente.
Abraços

Laura Santos disse...

Faz-nos bem ler os grandes!
Já tinha ouvido este nome, Bernardo Guimarães, mas nunca tinha lido nada dele.
Incrível a quantidade de escritores e poetas do séc.XIX ligados ao Direito!
Gostei de ambos os poemas, este mais clássico, o outro mais emotivo, e já agora também não me importaria nada de ler O "Elixir do Pajé" que deve ser bem interessante...! :-)
Aprecio espíritos boémios.
xx

Edumanes disse...

Você viu dois pólos,
quantos pólos eu vi não sei dizer
se houvessem no mundo menos ódios
havia menos gente a outra gente mal fazer!

Você viu a gigante alado,
eu não sei se vi o chibante
o pobre esfarrapado
não é alegre cantante!

O seu poema é moderado,
escrito com presunção
eu te desejo amigo Furtado
de saúde e paz um montão!

Um abraço.

MARILENE disse...

O poema é rico e belo, embora tenha que confessar que não me toca como outros que nos apresentou. Gosto da linguagem simples, que nos coloca, sentimentalmente, nos versos do escritor. Reconheço, porém, sua grandeza. Abraço.

Pérola disse...

Um poema intenso e poderoso.

Nada fácil para principiantes.

Beijinhos

Lau Milesi disse...

Olá Furtado,terei que me repetir, e concordar comm seus leitores:é muito bom conhecer novas construções poéticas.E você sempre nos apresenta sonetos, poemas maravilhosos e autores que, muitos, eu até desconhecia.Não é o caso de hoje, vale lembrar. Adorei o post!!
Um beijo pra você e pra família.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...