sábado, 9 de agosto de 2014

Rio Araguaia.

 
RIO ARAGUAIA

Rio que rolas majestosamente,
Sobre diamantes, na itaipava hirsuta!
Não mais te abala, na selvagem luta,
Do bravo Ubirajara o grito horrente!

Não mais, à flor da lânguida corrente,
Por onde o boto espalma a cauda bruta,
Não mais o silvo do vapor se escuta,
Ondeando, além, na praia alvinitente!

Não mais! Não Mais! Silêncio... a tarde finda,
E as ondas beijam os destroços vagos
De velhas naus, numa elegia infinda...

Mas do teu fado nos castelos magos,
A Glória dorme, como dorme ainda
A pérola na concha dos teus lagos!

D. Aquino Correia 

Quarto ocupante da Cadeira 34, eleito em 9 de dezembro de 1926, na sucessão de Lauro Müller e recebido pelo Acadêmico Ataulfo de Paiva em 30 de novembro de 1927.


D. Aquino Correia (nome civil: Francisco A. C.), sacerdote, prelado, arcebispo de Cuiabá, poeta e orador sacro, nasceu em Cuiabá, MT, em 2 de abril de 1885, e faleceu em São Paulo, SP, em 22 de março de 1956.

Era filho do casal Antônio Tomás de Aquino e Maria de Aleluia Guadie-Ley Correia. Cedo revelou o amor aos estudos e... Leia mais aqui:



Visite também:
Com a História da Literatura Chilena
1ª parte.

9 comentários:

✿ chica disse...

Poesia linda que homenageia um lindo rio! abração,ótimo fds e feliz dia dos papais! chica

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Adorei conhecer esse lindo poema e esse poeta que louva um majestoso rio.
Abraço e bom fim de semana,
Renata

Laura Santos disse...

Muito interessante! Um arcebispo que escrevia muito bem, e a quem pelos vistos também não faltavam os dons de oratória, daí o seu importante lugar nas Letras.
Aqui numa bela homenagem a um rio.
Obrigada por dares a conhecer talentos desconhecidos para mim.
Bom fim de semana, Furtado!
xx

ReltiH disse...

MUY BELLA Y NATURAL DEDICATORIA.
UN ABRAZO

Clau disse...

Olá Furtado!
Muito bonita a poesia que D. Aquino Correia fez em homenagem ao Rio Araguaia.
Gostei também da biografia dele.
Bjs :)

SOL da Esteva disse...

A Poesia é a expressão de um sentimento e não escolhe o ser de quem se pode servir. Daí este magnífico Soneto a descrever um Rio, como bem poderia ser um Mar, uma flor, uma mulher...
Soberbo!


Abraços



SOL

Andradarte disse...

Belo e intencional soneto...

Abraço

Roselia Bezerra disse...

Olá, Rosemildo
Lindo poema e o rio Araguaia merece ser poemizado...
D.Aquino escreve coisas lindas...
Abraços fraterno de paz e bem

Anne Lieri disse...

Que poesia belíssima sobre o rio Araguaia! Obrigada por partilhar conosco! bjs e boa semaninha,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...