quinta-feira, 3 de julho de 2014

Noite de insônia.

   
 
NOITE DE INSÔNIA

Este leito que é o meu, que é o teu, que é o nosso leito,
Onde este grande amor floriu, sincero e justo,
E unimos, ambos nós, o peito contra o peito.
Ambos cheios de anelo e ambos cheios de susto;

Este leito que está revolto assim, desfeito,
Onde humilde beijei teus pés, as mãos, o busto.
Na ausência do teu corpo a que ele estava afeito.
Mudou-se, para mim, num leito de Procusto!...

Louco e só! Desvairado! A noite vai sem termo
E, estendendo, lá fora, as sombras augurais.
Envolve a Natureza e penetra o meu ermo.

E mal julgas talvez, quando, acaso, te vais,
Quanto me punge e corta o coração enfermo,
Este horrível temor de que não voltes mais.

Emílio de Meneses
 

Leia mais um belo poema e a biografia do autor aqui:

Visite também:

7 comentários:

✿ chica disse...

Belíssimo poema e por aqui temos oportunidade de visitar ,conhecer, ler, lembrar poetas! abração,chica e ótimo fds!

Nilson Barcelli disse...

Gostei muito deste soneto.
Nunca tinha lido nada do poeta, que me lembre.
Obrigado pela partilha.
Bom resto de semana, caro amigo Furtado.
Abraço.

Eduardo Maria Nunes disse...

Noite de insónia, que chatice,
não faz nada bem à cachimória
por que não ajuda a vigarice
há no mundo tanta tramóia.

Construído da insónia,
um belo poema escreveu
nas páginas da história
escrito ,viu quem o leu!

Uma abraço amigo,

Dorli Silva disse...

Oi Rosenildo,
Antes de ler o poema vi a bagunça da cama, desta vez me enganei.kkk
Ninguém esquece um grande amor e, ainda dormir na mesma cama...
Linda poesia!
Venha ler minha postagem amanhã no Lua Singular, venha me conhecer melhor.
Beijos
Mundo dos Inocentes

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um soneto de amor numa noite de insónia. Difícil acordar de cama vazia,desfeita em mágoas,saudades e dores que nunca desaparecerão.

Momentos poéticos muito fortes e profundos.

SOL da Esteva disse...

Eis um magnífico (e perfeito) Soneto de Amor.
Lamento não conhecer a Obra deste Poeta, mas vou tentar "remediar".
Parabéns pela mostra.


Abraços


SOL

M D Roque disse...

Lindíssimo poema, dum poeta excelente e pouco divulgado por cá. Adorei ler.
Beijo e BFS. D

http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...