quinta-feira, 31 de julho de 2014

Esperanças.


ESPERANÇAS

Já não mais sei até aonde vão as minhas esperanças,
De reacender as chamas do amor, que há muito terminou.
Mergulhado na solidão, vivo somente das lembranças,
Que como recompensa, foi tudo quanto me restou.

Já não mais sei até quando suportarei esta mal vivida vida,
Imposta pelo destino que o SENHOR me assegurou.
Mas, seguirei minha batalha sem descanso, sem guarida,
Correndo atrás da felicidade que o amor me reservou.

Já não mais sei se devo, como também, até quando,
Seguirei nesse intento de reviver tudo o que passou.
Se sou merecedor não sei, de continuar sonhando,
Encontrar o alguém que eu amei e que também me amou.

Já não mais sei aonde buscá-la, nem qual o seu paradeiro,
Mesmo assim continuarei, insistirei nas minhas andanças.
Encontrá-la-ei, nem que para isso revire o mundo inteiro,
Pois a fé em DEUS não me fez perder as esperanças.

R.S. Furtado. 

Visite também:
Com a História da Literatura Argentina

15 comentários:

✿ chica disse...

Que lindo amor que te inspira e a esperança que te acompanha e nunca pode faltar! abração praianos,chica

GERALDO RIBEIRO disse...

Olá, Rosemildo,

Muito bom, a esperança quase sempre é a companheira dos amantes.

Um abraço, paz e bem

Eduardo Maria Nunes disse...

Bela seja sempre e agora!
a esperança, amigo Furtado
caminhando pela estrada fora
antes do fim encontrado.

Esse seu poema de esperança,
recordando a lembrança com saudade
noutros tempos brincadeiras de criança
das de hoje diferentes em liberdade.

Continuam as torturas,
mortíferas com brutalidade
dos senhores com ideias brutas
contra a humanidade!

São verdadeiros tiranos,
tudo fazem, o povo consente
poderosos e desumanos
assassinos sem mente!

Um abraço.

ReltiH disse...

SI MI AMIGO, EL AMOR SIEMPRE NOS BRINDA ESPERANZAS.
UN ABRAZO

Andradarte disse...

Quando assim é....só Esperança e confiança no SENHOR....
Abraço

Nilson Barcelli disse...

É mesmo preciso correr atrás da felicidade para que a esperança renasça.
Magnífico poema, gostei.
Caro amigo, tem um bom resto de semana.
Abraço.

Daniel Costa disse...

Caro Rosemildo

Gostei muito do poema, como sempre, o credito não ficou por mãos alheias. Dessaste um gostinho, a quero mais!
Abraços

Clau disse...

Boa tarde Furtado,
Gosto de ler sobre 'esperança',
afinal sem essa perspectiva, a vida perde o brilho.
A esperança nos fortalece, impulsiona e nos dá sentido e propósito para a vida.
Beijos!

Lívia Apetitto disse...

Olá meu amigo Furtado,
tive que vir, visto que
o seu recado,
despertou a alegria
de estar aqui...
Perdoa se pouco venho,
não sabes a saudade que tenho
do Palavras e Poemas,
algo por lá marcou minha vida,
não sei mais voltar...
No outro quadro que abrir,
pouco me deixo chegar,
não sei meu amigo,
o que vai dentro de mim
vezes a vida me faz enjoar...

Falaste de esperança,
quisera poder abraçar,
disseram que esperança é
da criança
e pra ser criança,
tenho que brincar...
Seu poema é tão lindo,
quisera fosse meu a dizer,
tudo se enquadra comigo
que pena que também com você...

Deixando o meu abraço
e sempre que puder,
haverei de voltar...

obrigado sempre pelo seu carinho

Bjs

Livinha

Tais Luso disse...

Buscar o amor seria mais ou menos como as andanças de um peregrino; e mantê-lo, muito mais! Essa busca, essa renovada esperança é que dá motivação e razão para vivermos.
Lindo, lindo.

Abraços, amigo!

Laura Santos disse...

Achei o poema belíssimo, do ponto de vista formal e de conteúdo.
A esperança nunca deve morrer em nós, mas devo fazer uma "declaração de intenções"; como não acredito em Deus, acho que existem momentos e situações em que não adianta ter esperança. Embora sempre nos queiramos iludir... Se um amor terminou não adianta ter esperanças, digo eu, que não percebo nada de amor...:-)
Recorda-se com saudade que se deseja leve, e que um dia possamos esboçar um sorriso pelo vivido.
Outro grande amor aparecerá eventualmente.
Gostei muito!
xx

Merlaine Garcês disse...

Isso é viver... esperança... sonhos...

Obrigada pela visita!

ONG ALERTA disse...

Amor é tudo...beijo Lisette

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que lindo poema de vida, Rosemildo.
Gostei muito!
Abraço e bom fim de semana,
Renata

Anne Lieri disse...

Furtado,lindo e triste poema de um amor que se foi! bjs e bom fim de semana,

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...