sexta-feira, 25 de julho de 2014

Acalanto.

 

ACALANTO

Para embalar teu sono de menina
fiz do meu canto doce melodia.
Minh'alma ao ver-te toda se ilumina.
Se escura a noite, para mim é dia.

Teu sono leve, ao leve respirar,
é belo encanto que me alegra a alma.
Vendo-te pura e doce para amar
sinto que me seduz e a alma me acalma.

Olho-te mais e mais me asseguro:
Caminhos vários aqui me trouxeram,
ao porto desta vida em que seguro

meu pobre barco que vogava ao léu,
por mares turvos que te antecederam,
encontra em ti a terra firme e o céu.

Affonso Heliodoro

Quem vê o senhor magro e esguio subindo e descendo escadas, enquanto fala de forma contundente sobre o presidente Juscelino Kubitschek, na sua casa no bairro Lago Sul, em Brasília, não imagina que este senhor tenha 95 anos de vida e grande parte deles dedicada ao ex-presidente JK.

Affonso Heliodoro é história viva de Brasília e do Brasil. O coronel da Reserva da Polícia Militar de Minas Gerais, bacharel em Direito pela antiga faculdade Nacional de Direito, do Rio de Janeiro, membro de várias academias de Letras e tantos outros trabalhos, sabe datas, nomes e locais, tudo na ponta da língua, e é capaz de falar hora e horas sobre política brasileira e seus personagens.

Mas o menino Affonso Heliodoro teve uma infância difícil. Nascido em Diamantina, em 17 de abril de 1916, perdeu o pai, José Heliodoro, no dia de seu... Leia mais aqui:

Visite também:
Com a História da Literatura Argentina

10 comentários:

✿ chica disse...

Gostei da poesia linda e de saber, conhecer, sobre esse senhor de 95 anos e ainda tão bem!abração praiano,chica

Bell disse...

Gostei =)

Laura Santos disse...

Olá Furtado!
Gostei imenso do blogue, e adorei este soneto de um autor do qual nunca tinha ouvido sequer o nome...a prova provada, se dúvidas existissem de que existem coronéis e coronéis...;-)
Para além de tudo um homem com uma vida muito longa e interessante.
Já estou seguindo.
xx

ReltiH disse...

EXCELENTE!!!!!!! GRACIAS POR COMPARTIR.
UN ABRAZO

Vall Nunnes disse...

Poesia e conhecimento, uma dupla e tanto.
Abraços

Eduardo Maria Nunes disse...

Na beleza tanta é a fama,
uma lágrima caída no lenço
acalentada assim na cama,
deitada nua ao relento!

O seu poema inspirador,
tem melodia iluminada
dançando nos sons do amor
de uma menina apaixonada!

Um abraço.

Magia da Inês disse...

º°。❤❤° ·..
Lindo soneto... amei conhecer o autor de 95 anos!...

Que bom... antes eu não conseguia acessar seu blog.

Bom fim de semana!
Tudo de bom!
Beijinhos.

❤° ·..

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

por mares turvos que te antecederam,
encontra em ti a terra firme e o céu.
Mais um lindo soneto de um coronel não muito fanático.
Rosemildo, tenha um bom fim de semana com os seus.
Abraço,
Renata

MARILENE disse...

Um soneto encantador, mostrando alma sensível nesse canto de um puro e grande sentimento.
Sou-lhe grata pelo carinhoso apoio, em momento de dor. Abraço.

Maria Alice Cerqueira disse...

Prezado amigo
Vim agradecer a sua presença lá no meu recanto. Muito obrigado!
um bom fim de semana para voce!
Lembranças!
Maria Alice

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...