sábado, 10 de maio de 2014

Mãe.


MÃE

Aspiração que no coração lampeja,
O amor materno, se alcançada a tem.
A criatura que entronar deseja,
Os deveres santíssimos de mãe.

Quanta grandeza para o filho almeja,
Quantos cuidados aos seus sentidos vêm.
Quando ele dorme, levemente o beija,
Quando sorri, ela sorri também.

O amparo maternal ao filho estende;
Quando ele sofre, aflita ela soluça,
E roga ao céu que o sare e o céu atende.

Francamente, ela o seio desembuça.
E que doçura o seio seu desprende,
Quando ela sobre o berço debruça.

R.S.Furtado

Que DEUS abençoe e proteja a todas as MÃES do mundo!

Visite também:

15 comentários:

ReltiH disse...

HERMOSAMENTE SENTIDO POEMA...!
UN ABRAZO

✿ chica disse...

Lindo e emocionante.,Sabia que assim seria apenas ao ver o título e não me enganei! Abração, obrigada pela parte que me toca nessa fatia da poesia para as mamães! chica

Dorli disse...

Oi Rosemildo,
Lindo poema sobre as mães e obrigada pela parte que me toca
Um beijo
Lua Singular

Eduardo Maria Nunes disse...

Na poesia concentrado!
De papel e caneta na mão
Com a sua tanta imaginação
Escreveu o poeta Furtado.

Deslumbrado poema.
banhado na inspiração
Não conduziu contra a mão
Por que não fugiu do tema.

No mundo não há outro igual,
Teu poema com louvor brindo
Máxima pontuação de Portugal
Mãe, é o nome mais lindo!

Tenhas amigo poeta,
Onde quer que seja sem estorvo
Um fim de semana maravilhoso
Na praia ou na floresta...
Um abraço
Eduardo.

Evanir disse...

Meu Amigo.
O tempo pode passar só não pode passar com o tempo a nossa amizade,
que conquistamos no longo do tempo.
Eu amei sua postagem alusiva ao dia das mães.
Amigo por motivos alheio a minha vontade tenho estado um tanto ausente .
Desejo um feliz dia das mães eu não tenho mais a minha ,
mais esse amor nunca morre apenas perpetua em meu coração.
Abraços e meu eterno carinho.
Evanir.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá Rosemildo, hoje onde vou visitar as lágrimas se fazem presente. O que você escreveu diz muito a todos nós. O que sinto me deixa mais triste por não poder dizer pessoalmente tudo que deixei de dizer enquanto ela vivia. Grande abraço!

Daniel Costa disse...

Rosemildo

Belo soneto a lembrar o dia da mãe, a recordar o seu dia. Bom Dia da Mãe, extensivo a todas mães do Brasil.
Abraço

Vento disse...

tão lindo, Furtado!
e imagem, magnifica!
tudo verdade o que escreveste,
deixa eu acrescentar:
- e quando o filho vai p'ra longe... ai, como o chão foge, foge, foge...

grata pelo carinho, amigo.
beijo para ti também.

Marina-Emer disse...

gracias por la visita ha sido un placer venir a ver este hermoso blog...
besosssss
Marina

Zilani Célia disse...

OI ROSEMILDO!
TEU TEXTO EMOCIONA.
DEUS FEZ ESTE RELACIONAMENTO ENTRE MÃES E FILHOS, SER ASSIM TÃO PERFEITO, POIS, QUIS QUE NASCÊSSEMOS SABENDO O QUE É AMOR DE VERDADE E POR ISSO ABENÇOOU TODAS AS MÃES.
LINDO DEMAIS.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Anne Lieri disse...

Furtado,que maravilha de soneto! Uma bela homenagem,obrigada! bjs e boa semana,

Tais Luso disse...

Olá, Rosemildo, não cheguei tarde, não! Seu poema é para todos os dias, sinto-me homenageada! Lindo.
Ser mãe é alegria, mas também ansiedade, angústia pelo que pode vir a acontecer. E não só enquanto são crianças: quando se tornam adultos! Para a mãe, o tempo pára.
Grande abraço!

Vento disse...

deixa eu acrescentar:
esse momento, enquanto se alimenta do leite materno, é um momento único
e também o único momento em que o filho é nosso...
... é, nós sempre seremos deles :))

o teu carinho é precioso, Furtado
obrigada

beijo.

Marina-Emer disse...

ya casi me marchaba no podia entrar ...gracias por tu cariñosa visita un abrazo
Marina

MARILENE disse...

Que linda homenagem, Rosemildo! Versos que mostram sua sensibilidade frente a esse amor que é grandioso por demais. Infelizmente, a minha se foi há um ano, mas vive em meu coração. Parabéns pelo soneto! Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...