sábado, 17 de maio de 2014

A um sabiá.

    

A UM SABIÁ

Mimoso Sabiá, temo e canoro,
Alma dos bosques que o Brasil enfeitam,
Como seu mestre as aves te respeitam,
E os homens como o Orfeu do aéreo coro.

Os Amores, e Lilia por quem choro,
Teu doce canto por tributo aceitam;
Eles folgam contigo e se deleitam,
Eu pasmo de te ouvir, e a um Deus adoro.

Tu vives em contínua primavera;
Lilia te afaga, Lilia ouve teu canto!
A tua feliz sorte, oh, quem m'a dera!

Então o meu penar não fora tanto;
Pois seu peito abrandado já tivera
Co'a voz que ao seio d'alma leva o encanto.

Gonçalves de Magalhães

Gonçalves de Magalhães (Domingos José G. De M., Visconde de Araguaia), médico, diplomata, poeta e dramaturgo, nasceu no Rio de Janeiro, RJ, em 13 de agosto de 1811, e faleceu em Roma, Itália, em 10 de julho de 1882. É o patrono da Cadeira n. 9, por escolha do fundador Carlos Magalhães de Azevedo.

Era filho de Pedro Gonçalves de Magalhães Chaves, não registrando os biógrafos o nome de sua mãe. Nada se sabe dos estudos preparatórios que precederam o seu ingresso, em 1828, no curso de Medicina, em que... Leia mais aqui:

Visite também:

6 comentários:

✿ chica disse...

Lindo canto a um sabiá!! abração, ótimo fds! chica

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema de Gonçalves de Magalhães.
Rosemildo, tenha um bom fim de semana com os seus.
Abraço,
Renata

Tais Luso disse...

O canto dos pássaros sempre é lindo, e do sabiá encanta mais ainda, tão pequenino... Gosto de ver poemas em que os homens homenageiam os animais.Bom fim de semana.

Grande abraço!

ReltiH disse...

UN TEXTO MARAVILLOSO!!!!!
UN ABRAZO

Anne Lieri disse...

Que poema mais gostoso de ler! Bela escolha! bjs e bom fim de semana,

Eduardo Maria Nunes disse...

Para ele, ela nasceu...
a sabedoria com ele estará
lindo é o poema do Sabiá
um poeta o escreveu!

o seu mundo a floresta,
apaixonado pela Lilia
assim o destino quisera
nos bosque ele vivia!

Tenha uma boa noite amigo Furtado, um abraço.
Eduardo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...