sábado, 5 de abril de 2014

Tântalo.

 
 
TÂNTALO

Não poderei ter de certo os olhos sempre enxutos
Quem sofre qual, no Erebo, o Tãntalo maldito:
Sedento – vê debalde um córrego infinito;
Faminto – vê debalde os floridos produtos!...

Ante um castigo tal, que apiedava os brutos
Leve talvez pareça um bárbaro delito!...
Foge sempre a torrente ao mísero precito
E, se tenta comer, escapam-se-lhe os frutos!

Há Tântalos também na vida transitória:
Querem estes a lympha e os pomos do talento,
E morrem no hospital para viver na história.

Desditosos que são... no malogrado intento!...
Longe de haverem ganho os loiros da vitória,
Encontram no sepulcro o eterno esquecimento!

Inácio Raposo
  
Inácio Raposo – Escritor brasileiro. Nasceu em Alcântara, Estado do Maranhão, a 16-6-1875. Iniciou seus estudos na terra natal. Aos doze anos veio para São Luís, onde fez o curso de humanidades. Frequentou escolas superiores de Recife, São Paulo e Rio de Janeiro. Dedicou-se à imprensa e ao magistério. Foi professor catedrático de filosofia do direito, do Rio de Janeiro e de metafísica, na faculdade de Filosofia da mesma cidade. Embora não se sentisse atraído para as agremiações científicas, foi eleito membro de diversas delas, nacionais e estrangeiras. Ingressando temporariamente na política, representou como deputado seu Estado natal, destacando-se, no desempenho do mandato,... Leia mais aqui:

Visite também: 

4 comentários:

✿ chica disse...

Intensos versos.Acho que esse eu não conhecia ainda! Gostei! abração, lindo fds! chica

ReltiH disse...

TEXTO MUY PROFUNDO!!!!
UN ABRAZO

Zilani Célia disse...

OI FURTADO!
GOSTO MUITO DE LER TEXTOS DE ESCRITORES DO PASSADO, A LINGUAGEM DA ÉPOCA É MUITO INTERESSANTE E RICA, MAIS AINDA PELA BELEZA DA POESIA EM QUESTÃO.
ABRÇS

http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Dorli disse...

Boa tarde Furtado,

Uma poesia bem escrita com palavras difíceis até par o meu entendimento.
Fosse meu filho a ler essa poesia seu entendimento seria mil, pois estudou muito, mas eu sou popular, escrevo o que sinto com um português comum a todos.
Valeu!
Bom domingo
Lua Singular

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...