quarta-feira, 23 de abril de 2014

Supremo Anelo.

SUPREMO ANELO

Voltar a ti, ó terra estremecida,
E ver de novo, à doce luz da aurora,
O vale, a selva, a praia inesquecida,
Onde brincava pequenina outrora;

Ver uma vez ainda essa querida
Serra Dourada que minh'alma adora;
E o velho rio, o Cantagalo, a ermida,
Eis o que sonho unicamente agora.

Depois... morrer fitando o sol no poente,
Morrer ouvindo ao desmaiar fagueiro
da tarde estiva o sabiá dolente.

Um leito, enfim, bordado de boninas,
Onde dormisse o sono derradeiro,
Sob essas verdes, plácidas colinas.

Leodegária de Jesus
  
LEODEGÁRIA DE JESUS, Goiana, de Jataí, 1891, escreveu, entre outros, “ORQUÍDIAS” (1928), “COROA DE LÍRIOS” (1906). Foi criteriosamente estudada por Basileu Toledo França, no livro “POETISA LEODEGÁRIA DE JESUS”. Conforme alguns autores, teria nascido em Caldas Novas, Goiás, em 08.08.1889. Filha de José Antônio de Jesus e Ana Isolina Furtado Lima de Jesus. Estudou no Colégio Santana, de Goiás Velho. Foi uma das redatoras do Jornal A ROSA ao lado de Cora Coralina, em 1907. Depois de passar por várias cidades goianas, inclusive Jataí, mudou-se para Minas Gerais, onde exerceu... Leia mais aqui:

Visite também:

5 comentários:

✿ chica disse...

Muito linda,Rosemildo! Bem escolhida! abraços,chica

Skyline Spirit disse...

pretty nice blog, following :)

Tais Luso disse...

Saudades sempre produzem os mais lindos versos, carregados de emoções e uma lágrima que teima em se esconder, não?

Lindo poema, ótima postagem.
Abraços!

Maria Rodrigues disse...

Não conhecia a poetisa, obrigado pela partilha.
Beijinhos
Maria

AdolfO ReltiH disse...

UN TEXTO MUY REFLEXIVO Y HERMOSO.
UN ABRAZO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...