sábado, 29 de março de 2014

Morta.

  

MORTA

Quando exalou seu derradeiro alento,
A tarde suspira, o sol descia.
De nuvens pardas todo o firmamento,
No tão pungente instante se vestia.

Tétrica tarde, fúnebre e sombria,
Para os seus que a cercavam no momento.
Tanta tristeza, e tanta dor havia,
E tanto pranto, e tanto desalento.

Da vida térrea então se despediu,
E com um brando aroma lentamente,
Ela risonha para o além partiu.

E hoje formosa qual estrela pura,
Entre flocos de nuvens transparentes,
Brilha sua alma na celeste altura.

R.S. Furtado

Visite também: 

12 comentários:

✿ chica disse...

Aplaudindo tua poesia e belíssima inspiração! Como sempre, adorei! abração,lindo fds! chica

OutrosEncantos disse...

.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu querido amigo

Mais um poema cheio de inspiração...nostálgico mas belo. Adorei ler.

Um beijinho com carinho e bom Domingo.
Sonhadora

Carmem disse...

Olá Furtado, obrigada pela visita, sempre será bem vindo.
Seu poema é uma ode ao último adeus.

abço

Clau disse...

Olá Furtado,
Poema de adeus,
muito lindo, embora triste...
Boa noite e ótimo domingo!
Bjs.

ReltiH disse...

MUY DISIENTE TU TEXTO.
UN ABRAZO

Luconi Marcia Maria disse...

É incrível como o poeta dos momentos mais tristes pinta um quadro tão belo, lindo demais, abraços Luconi

Nilson Barcelli disse...

Um soneto onde a excelência das palavras é a nota dominante.
Parabéns pelo talento nesta arte poética tão difícil que é o soneto. E na qual eu não me atrevo...
Caro Furtado, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Abraço.

Zilani Célia disse...

OI ROSEMILDO!
SÓ POETA, PARA CONSEGUIR RETIRAR DA DOR, UM TEXTO TÃO LINDO COMO ESTE QUE ESCREVESTE.
UMA INSPIRAÇÃO PRIMOROSA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Tais Luso disse...

Que despedida triste, o cenário muito bem sincronizado com o quadro desolador da morte.
Triste, mas lindo na escrita de um poeta.
Grande abraço, Furtado!

Anne Lieri disse...

Furtado,poesia muito linda e que emociona a gente. Adorei te visitar! bjs e boa semana,

MARILENE disse...

A dor da despedida e o destino de luz de quem partiu. Belo soneto! Abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...