segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Duas Almas.


 DUAS ALMAS

Ó tu, que vens de longe, ó tu, que vens cansada,
entra, e, sob este teto encontrarás carinho:
Eu nunca fui amado, e vivo tão sozinho,
vives sozinha sempre, e nunca foste amada...

A neve anda a branquear, lividamente, a estrada,
e a minha alcova tem a tepidez de um ninho.
Entra, ao menos até que as curvas do caminho
se banhem no esplendor nascente da alvorada.

E amanhã, quando a luz do sol dourar, radiosa,
essa estrada sem fim, deserta, imensa e nua,
podes partir de novo, ó nômade formosa!

Já não serei tão só, nem irás tão sozinha:
Há de ficar comigo uma saudade tua...
Hás de levar contigo uma saudade minha...

Alceu Wamosy  
Nasceu em Uruguaiana (RS), em 14/02/1895; e faleceu em Livramento (RS), em 13/09/1923. Publicou seu primeiro livro de poesia, Flâmulas, em 1913. Na época já trabalhava como colaborador no jornal A Cidade, fundado por seu pai, em Alegrete (RS). A partir de 1917, tornou-se proprietário do jornal O Republicano, apoiando o Partido Republicano. Continuou colaborando para diversos periódicos, como os jornais A Notícia, A Federação, O Diário e a revista A Máscara.

Alfares republicano, lutou na Revolução Federalista, combatendo em Santa Maria Chica, Pontes do Ibirapuitá e Ponche Verde, onde foi ferido — ferimento este que provocaria a sua morte. Publicou as obras poéticas Na Terra Virgem (1914) e Coroa de Sonho (1923).

Postumamente foram publicados Poesias Completas (1925), pela editora Globo, e Poesia Completa (1994), em Porto Alegre, na “Coleção Memória”, da EDIPURCS. Poeta simbolista, Alceu Wamosy escreveu poemas cheios de desencanto, em uma produção que se destacou no sul do país e que é uma das obras mais significativas do Simbolismo brasileiro, sendo o seu soneto “Duas Almas” um dos mais belos produzido em língua portuguesa.
 
Fonte: http://www.antoniomiranda.com.br 

Visite também:

7 comentários:

✿ chica disse...

Linda poesia e saudades nela! abração,ótima semana,chica

Lau Milesi disse...

Bom dia Furtado!, como vai? Que beleza de poema!!
Muito bom te ler. Não conhecia as obras desse poeta.
Obrigada pela partilha.

Um beijo pra você e todos da família.

p.s. Desculpe a minha ausência,estou com a casa cheia de netos.: ) Só na semana que vem poderei voltar às visitas aos amigos.

Leila Silveira disse...

Olha que maravilha! um poeta gaúcho muito bom, quase desconhecido por aqui. belo.

Wanderley Elian Lima disse...

Simplesmente lindo esse poema, quase um lamento.
Abraço

Lou Witt disse...

Maravilha!!!
Wamosy, nascido em Uruguaiana, cidade onde vivi dos 09 aos 24 anos.

Abraços a você, querido Furtado!!!

ReltiH disse...

SE SIENTE UNA PERFECTA UNIÓN.
UN ABRAZO

Smareis disse...

Ola Furtado, Boa noite!

maravilhoso esse poema. Obra maravilhosa, não conhecia o poeta.
Que sua semana seja de muitas energias positivas muitas paz e muita luz.
Um abraço!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...