sábado, 3 de dezembro de 2011

A volta.


A VOLTA 

Sim, há de voltar. 
E que lhe direi? 
Que o esperei? 
Que sofri? 

E se ele não acreditar? 
Que hei de fazer? 
Mostro-lhe a criança? 
ou fico calada? 

E se ele vem e estranha a casa? 
esta minha magreza 
este portão aberto, 
e este lume apagado?... 

E se tudo vier a dar certo? 
se acabar de entrar 
e correr para mim? 
Hei de chorar, 
ou hei de rir?... 

Sérgio Frusoni 


Sérgio Frusoni (Mindelo, 10 de Agosto de 1901 – Lisboa, 29 de Maio de 1975) foi um poeta cabo-verdiano, filho de pais italianos. 

Com 24 anos de idade, começou a trabalhar na Western Telegraph Company, tendo mais tarde mudado para a Italcable. Em 1947, passou a gerir o "Café Sport" no Mindelo, onde apresentava poemas e pequenos contos em crioulo. 

Na década de 1960 liderou o grupo de teatro "Teatro do Castilho" no Mindelo. Durante anos, foi locutor na Rádio Barlavento, onde dirigia e apresentava o programa "Mosaico Mindelense", em crioulo. 

Frusoni escreveu muitos contos e poemas em crioulo de São Vicente (Criol d' Soncente). É muito conhecido no arquipélago de Cabo Verde, mas é praticamente desconhecido no estrangeiro. No final da sua vida, Sérgio Frusoni foi também pintor. 

Para Corsino Fortes (Paralelo 14: quinta-feira, 07 julho 2005), Sergio Frusoni "colocou a mulher no centro da sua poesia, apresentando-a como a fiel depositária da perpetuação da espécie e dona do condão de resolver todos os problemas, mas sempre com dignidade". 

Fonte: Wikipédia. 

Visite também:

8 comentários:

✿ chica disse...

Lindas dúvidas e questionamentos nessa poesia tão boa de se ler!! abração,ótimo fds,chica

Everson Russo disse...

E que nessa volta traga um cesto cheio de amor...abraços de bom sábado pra ti meu amigo.

Severa Cabral(escritora) disse...

Bom dia meu vizinho!
Amo passar por aqui para ler mais um pouco,,,,
bjsssssssssssss

ZilMar disse...

como todo bom geminiano...até na poesia...será isso...ou aquilo???

rsrsrsrs....

adorei...demais....


bjo Furtado....

Zil

ReltiH ReltiH disse...

SIEMPRE MUY INTERESANTES LOS TEXTOS QUE USTED NOS COMPARTE.
UN ABRAZO

Hana disse...

Eu admiro muito os poetas portugueses, a começar com Fernando Pessoa claro né.
Sabe que hoje fiz um post sobre um poeta portugues, o Cândido Guerreiro, e aproveitando fiz um post sobre uma cidade de Portugal ao qual Cândido amava.
Adorei amigo maravilhoso!!
Com carinho
Hana

Flor de Lótus disse...

Olá meu caro Furtado e se a gente não arrisca ficamos cheios do "e se..." é preciso arriscar sempre.
Beijosss

Dja disse...

Ahhh os "Se" sem arriscarmos nunca vamos saber.

beijos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...