quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Quando o Sol for Sol.


QUANDO O SOL FOR SOL 

na doçura da idade: 
o sul chora no coito forçado 
o sexo sangra longe da ave-picasso 
a naufragar no bolso. 

Na doçura da idade: 
a noite povoa o sexo da mocidade 
o mel foge dos lábios da mulher 
que procura escaldante beijo. 

Quando o sol for sol 
despir-se-á todo 
para mostrar aos mortos 
as cicatrizes da respiração 
na doçura da idade. 

António Panguila 


Poeta e jornalista angolano, António Francisco Panguila nasceu no dia 15 de julho de 1963, em Luanda, e passou a sua infância em Kitata, Kibala, na província do Kuanza-Sul. 

Licenciou-se em Ciências da Educação, em História, pelo Instituto Superior de Ciências de Educação (ISCED) da Universidade de Luanda Agostinho Neto, onde apresentou um ensaio intitulado "Impacto Histórico-Literário do Ohandanji"

A sua formação académica na área da História, abriu-lhe as portas da docência no Ensino Secundário, durante um período de tempo. 

Integrou o coletivo literário "ohandanji", formado pelo grupo de jovens poetas que começaram por publicar no suplemento cultural do Jornal de Angola e na Gazeta Lavra e Oficina da U.E.A. e que, posteriormente, para enfrentar as dificuldades, publicaram uma coleção policopiada intitulada Katetebula/Semi-breve. Quer ler Mais? 

Fonte: http://www.infopedia.pt/$antonio-panguila

Visite também:

6 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

Belo alvorecer meu vizinho de olhar lindo!
Sei que vc ver tudo pelo coração,kkkkkkk,até eu sou vista por vc,kkkkkkkkk,imagine!E sou tão pequenininha kkkkkkkkk...
Meu querido vc sempre deixa seu cantinho com o cheiro dos grandes ilustres que passa por este planeta...
QUANDO O SOL FOR SOL
Lindo demais e na profundeza da escrita o meu sol amanheceu lindo demais...desejo que o seu tbm.
bjs para aquecer teu dia com o calor do meu sol!

Gianna disse...

Bella ed emozionante "La dolcezza d'età".

Abbraccio, Furtado

Everson Russo disse...

Quando o sol se for, ainda com esperanças acreditaremos num novo tempo...abraços de bom dia pra ti amigo.

Hana disse...

UYm poema com sentido doloroso, mas era o que havia no coração do poeta naquele momento, acredito que poetas tem asas, e voam para onde puderem!!
com carinho
Hana

M@ria & M@ria disse...

" Você é quem decide o que vai ser eterno em você, no seu coração.
Deus nos dá o dom de eternizar em nós o que vale a pena, e esquecer definitivamente aquilo que não vale... "

Padre Fábio de Melo

Amor & Paz!Beijos no coração...M@ria

ReltiH ReltiH disse...

MUY, MUY ROMÁNTICO TEXTO.
UN ABRAZO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...