segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Cega-Rega das crianças.


CEGA-REGA DAS CRIANÇAS 

A Velha dormindo 
o rato roendo 
a Velha zumbindo 
o rato correndo 
a Velha rosnando 
o rato rapando 
a Velha acordando 
o rato calando 
a Velha em sentido 
o rato escondido 
a Velha marchando 
o rato mirando 
a Velha dizendo 
o rato escutando 
a Velha ordenando 
o rato fazendo 
a Velha correndo 
o rato fugindo 
a Velha caindo 
o rato parando 
a Velha olhando 
o rato esperando 
a Velha tremendo 
o rato avançando 
a Velha gritando 
o rato comendo 

Mario-Henrique 


Mário-Henrique Leiria, escritor e pintor português, nasceu a 2 de janeiro de 1923, em Lisboa, e morreu a 9 de janeiro de 1980, em Cascais. 

Frequentou a Escola de Belas-Artes - de onde seria expulso em 1942 - e participou, entre 1949 e 1951, nas atividades da movimentação surrealista em Portugal (participou na exposição de 1949 e assinou alguns dos textos coletivos, como Afixação proibida) tendo aderido ao Grupo Surrealista Dissidente. 

Exerceu várias profissões (marinha mercante, caixeiro, operário metalúrgico e da construção civil) e viveu grande parte da sua vida no estrangeiro (Europa ocidental, Norte de África, Médio Oriente, Inglaterra). Dirigiu a revista Aqui (1976) e realizou várias traduções (Faulkner, Aldous Huxley, Gorki). 

Depois de ter permanecido, por questões políticas, nove anos na América Latina (1961-1970), voltou para Portugal, só então publicando o seu primeiro livro Contos do Gin-Tonic, primeiro de vários volumes que reúnem pequenas narrativas de um nonsense truculento, onde ainda é visível a influência do legado surrealista. Posteriormente editaria Novos Contos do Gin-Tonic (1974), Imagem Devolvida (1974), Um Conto de Natal para Crianças (1975), Casos de Direito Galáctico (1975), O Mundo Inquietante de Josefa (fragmentos) (1975) e Lisboa ao Voo do Pássaro (1979). 

Grande parte da obra poética dispersa e inédita de Mário-Henrique Leiria, nomeadamente aquela que resultou da sua atividade surrealista, foi publicada postumamente, encontrando-se o seu espólio depositado na Biblioteca Nacional. 

Fonte: Infopédia.

Visite também:

5 comentários:

✿ chica disse...

Lindo e divertido...Adorei! abração,chica e linda semana!

Everson Russo disse...

Muito legal,,,a velha e o rato numa sequencia louca...abraços de boa semana pra ti meu amigo.

Si Arian disse...

Olá amigo, bom dia!
Muito engraçado a ciranda da velha e o rato.
Uma ótima semana pra ti.
Abraço.

Gianna disse...

Che bella filastrocca, Furtado.

Abbraccio

Fatima disse...

Gostei!
Vou decorar!
Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...