segunda-feira, 31 de outubro de 2011

As flores que eu não tive.


AS FLORES QUE EU NÃO TIVE 

Mãe! 
Olho para o verde musgo
que
depois da chuva 
cresceu e floriu 
sobre a terra da tua campa 
e um amargo sorriso 
aflora aos meus lábios 
ao ver-te 
toda coberta de bravas flores... 

São as flores 
que 
eu não tive 
para depor sobre essa campa 
quando 
fecharam-te os olhos 
cruzaram-te as mãos 
e te cobriram de pó 
— E eu te cobri de lágrimas! 

São as flores 
que 
eu não tive 
para 
ornar tua fronte 
de mártir e santa 
Oh minha mãe! 

João Rodrigues


João Baptista Rodrigues nasceu na Ilha de São Vicente, em Cabo Verde, em 9/11/1931. 

Publicou: Os contos Monte Verde-Cara, O Casamento de Joaquim Dadana (noveleta), Caminhos Agrestes (contos), O Jardim dos Rubros Cardeais e Pérolas do Sertão (Poesia)

Fonte:www.antoniomiranda.com.br 

6 comentários:

Everson Russo disse...

Versos fortes e profundos...abraços de boa semana pra ti meu amigo...

Evanir disse...

A vida é magia e encanto.. é preciso preservar a beleza dos nossos corações.
Saber olhar com pureza de alma respirar como se nascêssemos a cada instante!
A felicidade e a Magia é algo, que entra em nossas vidas, com total explêndor.
Hoje sinto que renasci novamente estou muito feliz por isso
estou aqui .
Carinhosamente convido você a ler a postagem do meu blog.
Aquilo que pode parecer pouco para muitos
para mim é tudo de bom que poderia acontecer nessa fase
da minha vida.
Gostaria muito de ler seu comentário no meu blog.
Uma linda semana beijos.
Evanir(EVA)
Eu achei seu poema embora triste mais um dos mais belos que já pude ler.

Fatima disse...

Ótima semana pro cê!
Bjs.

Fatima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raquel Lautenschlager Santana disse...

Um poema maravilhoso!!!
Ótima semana .

。♥ Smareis ♥。 disse...

Rosemildo, versos muito bonito . Não conhecia esse
poeta. Obrigada por compartilhar . Beijos e ótima semana meu amigo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...