terça-feira, 27 de setembro de 2011

Rosa dos ventos.


ROSA DOS VENTOS 

O vício se alastra noite dentro 
e a cidade se rende ao rumor de vozes 
Todavia não era mais este o tempo sombrio 
em que cada um se fecha dentro de sua dor 
ou finge sorrir dentro da falsa alegria 
Contornado o vazio da memória 
apenas os pássaros enlouquecidos buscam agora 
o rumo perdido da rosa dos ventos 

José Vicente Lopes


José Vicente Lopes nasceu na cidade de Mindelo, Ilha de São Vicente, a 6 de outubro de 1959, com vivência em São Tomé e Príncipe, Angola, Portugal e Brasil. Reside atualmente na cidade da Praia. É jornalista, formado pela Universidade Federal de Minas Gerais, Brasil. Poeta, contista e ensaísta, os seus textos encontram-se publicados, de forma dispersa, pela imprensa caboverdiana e estrangeira. 

Fonte: http://www.antoniomiranda.com.br/ 

Visite também: 
Amanhã teremos: 
A Idade da Poesia Lírica e 
A Tragédia e a Comédia.

5 comentários:

Everson Russo disse...

Os pássaros enlouquecidos procuram o rumo da rosa dos ventos...interessante isso...abraços de bom dia pra ti meu amigo.

Luiza França disse...

gostaria de agarrar-me nestas asas e também seguir o mesmo rumo. lá descansaria e saudaria a rosa dos ventos.

lindo

Andradarte disse...

Quem vê caras não vê corações e os sorrisos muita vez são falsos...
Abraço

José María Souza Costa disse...

Sorrir, nem sempre serve para colorir o dia
Abraços

Carla Fernanda disse...

Muito caótico e bastante perspicaz de ser real em lugares agitados.
Beijos amigo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...