domingo, 25 de setembro de 2011

A quem me silencia e inquieta.


A QUEM ME SILENCIA E INQUIETA 

A fruta dessa espera amadurece 
Enquanto o mais secreto de nós dois 
Permanece no escuro. E só depois 
Da chuva (ou do vento) que arrefece 

O calor primitivo da estação 
Provamos o sabor que tem o enigma 
Da semeadura. Ou, ainda, o estigma 
Que têm sempre as esperas sem razão. 

Seremos nós um ser no breu imerso 
Vivendo sem ventura um universo 
Imaginário, para sempre sós? 

Assim por acaso, - ou meditação -, 
Talvez exploda um mundo de paixão 
Tão belo que não mais coubesse em nós... 

Raul Passos 


Raul Passos iniciou-se na música aos 6 anos e foi aluno da pianista Vivian Siedlecki. Obteve sua diplomação em 2006 na classe do maestro Emanuel Martinez e recebendo orientação do compositor Harry Crowl. Aprimorou-se depois com Edson Elias, Fernando Lopes, Andrea Lucchesini (Itália), Giorgia Tomassi (Itália), Claude Bessmann (França), Roberto Tibiriçá, Elena Herrera (Cuba) e Peter Frank (Alemanha). 

Entre atividades como recitalista e camerista, tocou no Rio de Janeiro, no interior do Parana, em Santa Catarina, , Goiás, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Uma sólida carreira como recitalista em Curitiba levou-o, em 2008, ao exterior. Em novembro de 2008 realizou em Brasov, na Romênia, com o apoio da Embaixada do Brasil, um recital inteiramente dedicado a compositores brasileiros. Também na Romênia apresentou-se na Sala George Enescu, no Palatul Şuţu e na Sala Polivalenta, em Bucareste, ocasião na qual estreou sua suíte Cartas Romenas para piano a 4 mãos, ao lado da pianista romena Oana Zamfir, durante a realização da XIX Semana de Música Nova de Bucareste

Seu repertório constitui-se essencialmente de compositores da primeira metade do século XX, principalmente franceses, como Debussy, Poulenc e Satie. No âmbito da música de câmara, aparece frequentemente interpretando Negro Spirituals ao lado de Juarês de Mira

Sua carreira é pontuada pela estreia de várias peças do repertório moderno e contemporâneo, entre as quais a primeira audição no Brasil de Les Soirs Illuminés par l'Ardeur du Charbon, de Claude Debussy. Em maio de 2008, durante um recital com o baixo Juarês de Mira, televisionado para todo o Brasil e mais três países sul-americanos, realizou a prémière da Canção do Guerreiro, do compositor brasileiro Hekel Tavares. De 2003 a 2005 foi corresponsável por um projeto de redescoberta e divulgação da obra de Brasílio Itiberê. É autor, entre outras composições, de cadenzas para o Concerto para Piano n.21 K467, de Mozart

Tem se destacado como pesquisador e também por seus escritos na revista romena de música No. 14 Plus Minus, dedicando-se ainda à poesia. 

Fonte: Wikipédia. 

Visite também: 

8 comentários:

Amor feito Poesia disse...

Eu não cultivo palavras...
Prefiro semeá-las feito flores.
Quem sabe te embriaguem
num instante qualquer.

(Sirlei L. Passolongo)

Feliz Domingo e beijos meus! M@ria

✿ chica disse...

Linda poesia e ele Raul iniciou cedinho,aos 6 anos. Lindo isso! abraços,ótimo dia.( também aqui tive problemas pra entrar no blog. Aparece aquele aviso de malware. Está em um monte dos nossos blogs amigos,. nos meus também!)

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Chica! Já constatei e vou me comunicar com Google.

Abraços,

Furtado.

Everson Russo disse...

Um poema triste e intenso...abraços de boa semana pra ti amigo.

Carla Fernanda disse...

Vc sempre nos apresentando poemas belos junto dom biografias de vida.
Assim ficamos conhecendo muita coisa boa amigo.
Bom domingo!

Lau Milesi disse...

Olá Furtado, como vai?Cheguei aqui trazida pelo lirismo do seu comentário deixado no blog do poeta amigo e gentil,o Everson. Também estava te devendo uma visita. Viajei em agosto e me atrasei nas visitas aos blogs amigos.Lindo,o que você escreveu.
E agora, ao chegar aqui, encontro mais uma linda poesia. Beleza de post. Que talento esse jovem poeta, hein...?!!
Um beijo pra você, amigo,e pra família.

Luiza França disse...

Que linda poesia Rosemildo, não conhecia o Raul.. você sempre nos apresentando pessoas especiais. Triste, mas tão belo e profundo.

。♥ Smareis ♥。 disse...

Oi Rosemildo, que poema bonito, muito intenso e profundo. Não conhecia o Raul passos. É bom estar sempre conhecendo esse fera da literatura.Beijos e ótimo começo de semana.
Smareis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...