quinta-feira, 28 de julho de 2011

Ouve, meu anjo.


OUVE, MEU ANJO

Ouve, meu anjo:
Se eu beijásse a tua pél?
Se eu beijásse a tua boca
Onde a saliva é um mél?...

Quiz afastar-se mostrando
Um sorriso desdenhoso;
Mas ai!
- A carne do assassino
É como a do virtuoso.

N'uma attitude elegante,
Mysteriosa, gentil,
Deu-me o seu corpo doirado
Que eu beijei quase febríl.

Na vidraça da janella,
A chuva, léve, tinia...

Elle apertou-me, cerrando
Os olhos para sonhar...
E eu, lentamente, morria
Como um perfume no ar!

António Botto


António Tomás Botto nasceu em Concavada no dia 17 de agosto de 1897 e faleceu no Rio de Janeiro no dia 16 de Março de 1959) foi um poeta português.

António Botto era filho de Maria Pires Agudo e de Francisco Thomaz Botto. O seu pai trabalhava como "marítimo" no rio Tejo. Em 1908 a sua família mudou-se para o bairro de Alfama em Lisboa, onde cresceu no ambiente popular e típico desse bairro, que muito influenciou a sua obra. Recebeu pouca educação formal e trabalhou em livrarias, onde travou conhecimento com muitas das personalidades literárias da época, e foi funcionário público. Em 1924-25 trabalhou em Santo António do Zaire e Luanda, na então colónia de Angola.

Homossexual assumido (apesar de ser casado com Carminda Silva), a sua obra reflecte muito da sua orientação sexual e no seu conjunto será, provavelmente, o mais distinto conjunto de poesia homoerótica de língua portuguesa. Morreu atropelado em 1959 no Brasil, para onde se tinha exilado em 1947 para fugir às perseguições homófobas de que foi vítima, na mais dolorosa miséria. Os seus restos mortais foram trasladados para o cemitério do Alto de São João, em Lisboa, em 1966.

Ficou especialmente conhecido pela sua obra que evoca o quotidiano da vida triste de Alfama e pelo canto da beleza masculina.

Fonte: http://terrasdeportugal.wikidot.com/

7 comentários:

Liene disse...

Bom dia, Rosemildo!

“…Se tens algo a pedir para Deus, que seja o amor, que é o instrumento divino de transformação verdadeira. Não tenha medo de amar, de recomeçar, de transformar, afinal de contas, tudo começa com um gesto, com uma atitude, com um desejo e eu desejo que você realmente seja feliz.”

Um abraço super carinhoso

Deus seja sempre a tua fortaleza!

Yehi Or

Everson Russo disse...

Nada mais pleno, mais forte, mais intenso que o amor...abraços de bom dia pra ti meu a migo.

O Impenetrável disse...

a intensidade do amor sempre a nos revelar certos lados obscuros de nós mesmos. descoberta que exige total aceitação.

grande abraço e amando as descobertas aqui, sempre.

Livinha disse...

Mas não tinha que ser um Botto?
ah danada de sereia, que enfeitiça qualquer cristão,
a se deitar na reia, balançando coração...

Belíssimo!

Estava com saudades de poemas como esses...

Felicidade para ti e os teus...

Bjs

Livinha

sandrafofinha disse...

ouve meu anjo que tal eu te deixar aqui muitos abraços e muitos beijinhos desejando que tua vida seja repleta de boas maravilhas???? achas bem??? claro que sim. fica bem.

RELTIH disse...

TREMENDO TEXTO!!! ME ENCANTA EL ROMANTICISMO.
UN ABRAZO

Amor feito Poesia disse...

..."eu sou da invencionática.
Só uso a palavra para compor meus silêncios"...

(Manoel de Barros)

Beijos e Bom Fds........M@ria

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...