domingo, 31 de julho de 2011

As trompas.


AS TROMPAS

Se tua língua
linda, de longa
lábia se aninha
em cada lábio
lábil da minha
trompa de EUSTÁQUIO
e langue-lenga,

a minha língua
logo se vinga,
lambe o batom
sabor de ópio
de tuas trom
pás de FALÓPIO
e por lá míngua.

Nelson Ascher

Nelson Ronny Ascher (São Paulo SP 1958). Poeta, ensaísta, jornalista e tradutor. Filho de pais judeus húngaros emigrados para Israel e posteriormente para o Brasil, quando criança, mãe e avó narram-lhe contos de fadas tradicionais, enquanto o pai dedica-se ao relato de eventos históricos. A família, que cultiva já na época o hábito de frequentar as salas de cinema, mantinha uma diversificada e forte vivência cultural e o estimula para a leitura. Assim, desde muito jovem, alimenta o desejo de ser escritor. Aos 14 anos, um amigo lhe mostra o poema Datilografia, assinado pelo pseudônimo do poeta português Fernando Pessoa (1888 - 1935), Álvaro de Campos. A leitura desse poema faz com que Nelson reafirme seus anseios literários, especialmente poéticos. Em 1976, cursa por pouco mais de um semestre a graduação em medicina da Universidade de São Paulo - USP, mas a abandona, ingressando, no ano seguinte, na faculdade de administração de empresas da Fundação Getúlio Vargas - FGV, na qual se forma em 1981. Em seguida, faz mestrado em comunicação e semiótica na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP. Entretanto, já no final dos anos de 1970, passa a escrever para importantes periódicos do país, como a Folha de S. Paulo, dando início a uma longa, atuante e polêmica produção jornalística. Da mesma geração de Régis Bonvicino (1955) e Paulo Leminski (1944 - 1989), além da produção poética, Ascher destaca-se pelos trabalhos tanto na área editorial, quanto da tradução.

Fonte: http://www.itaucultural.org.br/


Visitem nosso novo espaço!
"Literatura & Companhia Ilimitada"

5 comentários:

✿ chica disse...

Já em casa, voltando das férias, vim deixar meu abração e logo retomo a rotina...chica

Elaine Crespo disse...

Bom dia Furtado!

Saudades de você!:)

Sempre uma bela surpresa este teu blog com poemas e autores fabulosos.

Adoro aqui !

Parabéns sempre!

Um belo domingo!

Beijos,
Elaine Crespo

Flor de Lótus disse...

Bom dia, Furtado!Que lindos versos!!Hum beijo é mesmo tudo de bom...
Beijossss

Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti meu amigo..abraços...

José María Souza Costa disse...

Interessante os seus versos.
A língua, sempre será eficiente
abraços.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...