sábado, 12 de fevereiro de 2011

Noite.


NOITE

Melhor é ter um cão
com quem se possa conversar,
especialmente à noite.

Melhor é ter um cão
para em silêncio ser ouvido,
como se palavras não existissem
nem conversas,
nem dizeres.

Com um cão as palavras
são desnecessárias.

Nesta sala vivemos quietos
diante da janela
e isto nos basta.

Álvaro Alves de Faria

Álvaro Alves de Faria (São Paulo, 9 de Fevereiro de 1940) é um poeta, escritor e jornalista brasileiro. É um poeta da Geração 60. Dedica-se a diversos gêneros literários entre os quais poemas, novelas, romances, ensaios e crônicas, além de ter escrito peças de teatro. Como poeta, iniciou, em 1965, o movimento de recitais públicos nas ruas e praças de São Paulo, quando lançou o livro "O sermão do Viaduto" - um comício poético - em pleno Viaduto do Chá. Em 1966 foram proibidos, por motivos políticos. Jornalista profissional, dedicou-se à área cultural, especialmente na crítica literária em jornais, revistas, rádio e televisão. Pelo seu trabalho recebeu, em 1976 e 1983, o Prêmio Jabuti de Literatura da Câmara Brasileira do Livro.

Fonte: Wikipédia.

17 comentários:

Zélia Guardiano disse...

Puro deslumbramento, amigo Rosemildo...
Eu, que tenho, por companhia constante, apenas minha cachorrinha Babette [ a cachorrinha que virou gente ], cheguei às lágrimas de emoção...
Postagem perfeita, meu querido!
Aliás, como sempre!

Rosane Marega disse...

Rosemildo, lindo o poema, mas bonito mesmo foi sentir que sentiu a minha falta,como sentir raivinha de um ser tão especial que nem você?
NUNCA!
Beijossssssssssss e aquele final de semana maravilhoso viu.

Everson Russo disse...

Ao menos o cão é um fiel amigo,,,abraços de bom sabado pra ti ...

Zil Mar disse...

Oi amigo....

Ai que lindo!!!!

Eu tenho cão...gato....converso com todos eles..rs

Adorei conhecer mais sobre o escritor e tb tão bela poesia!

bjo e lindo dia!

Zil

Professora Carla Fernanda disse...

Bom dia Rosemildo! Bela poesia e também amo estes amigos fiéis.
Bj,
Carla Fernanda

Flor de Lótus disse...

Oi,Rosemildo!Acabei de ler em outro blog um poema sobre conversar, só que a blogueira fala de um modo diferente,mas sobre o mesmo tema conversar, realmente as vezes o cão é o melhor companheiro para uma boa conversa.
Beijos

Wanderley Elian Lima disse...

Absolutamente correto. A melhor companhia, é o cão, já tive 13 de uma só vez rsrsrs.
Abração

Ira Buscacio disse...

Furtado, querido,

Lembrei-me de uma frase, mas não sei do autor.

Quanto mais conheço os homens, mas admiro os cães.

Bjão e bom fds

Maria disse...

Um cão é sempre um fiel amigo.
Tenha um maravilhoso fim de semana, pleno de alegria, paz e harmonia.
Beijinhos
Maria

Lou Witt disse...

Maravilhoso esse poema.
Faz lembrar o amor incondicional que os cães sentem e das muitas vezes que um deles nos fez companhia quando a solidão foi presente.

Beijo de saudade, querido amigo!!!

Flor da Vida disse...

Concordo plenamente com o poeta... Lindo poema!!! Amigo, que você tenha um ótimo e abençoado final de semana! Carinhos... Bjsss

RELTIH disse...

MUY INTERESANTE PENSAMIENTO.
UN ABRAZO

JB disse...

E a imagem vale toas as palavras do poema!

Delicioso este momento!

Beijinhos

Livinha disse...

Não, ele não precisa de palavras, quando tem no silencio a plenitude conectada dentro da afeição...

Lindo meu amigo
muito bom!

Bjs

Livinha

Paula Figueiredo disse...

Eu não tenho um cão pra conversar, mas tenho os meus colegas de blog! :)

Querido, tem selinho de presente para ti no Desmemória Feminina! Abraço!

E vamos confiar na vida!

Tais Luso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tais Luso disse...

Taí o valor de um animalzinho...Na solidão dos dias ou das madrugadas, é sempre o companheiro nas horas amargas, nas alegrias; nada é preciso dizer, ele está ali, junto, amigo fiel.
Gosto dos animais e de seu silêncio que diz o quanto nos ama.

bjs.
tais

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...