sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

A casa.


A CASA

Vendam logo esta casa, ela está cheia de fantasmas.
Na livraria, há um avô que faz cartões de boas-festas com corações de purpurina.
Na tipografia, um tio que imprime avisos fúnebres e programas de circo.
Na sala de visitas, um pai que lê romances policiais até o fim dos tempos.

No quarto, uma mãe que está sempre parindo a última filha.
Na sala de jantar, uma tia que lustra cuidadosamente o seu próprio caixão.
Na copa, uma prima que passa a ferro todas as mortalhas da família.
Na cozinha, uma avó que conta noite e dia histórias do outro mundo.

No quintal, um preto velho que morreu na Guerra do Paraguai rachando lenha.

E no telhado um menino medroso que espia todos eles;
só que está vivo: trouxe-o até ali o pássaro dos sonhos.
Deixem o menino dormir, mas vendam a casa, vendam-na depressa.
Antes que ele acorde e se descubra também morto.

José Paulo Paes


José Paulo Paes nasceu em Taquaritinga SP, em 1926. Estudou química industrial em Curitiba, onde iniciou sua atividade literária colaborando na revista Joaquim, dirigida por Dalton Trevisan. De volta a São Paulo trabalhou em um laboratório farmacêutico e numa editora. Desde de 1948 escreve com regularidade para jornais e periódicos literários. Toda sua obra poética foi reunida, em 1986, sob o título Um por todos. No terreno da tradução verteu do inglês , do francês, do italiano, do espanhol, do alemão e do grego moderno mais de uma centena de livros. Em 1987 dirigiu uma oficina de tradução de poesia na UNICAMP. Faleceu no dia 09.10.1998.

Fonte: http://www.revista.agulha.nom.br
 

13 comentários:

Chica disse...

Emocionante esse texto.Puxa!Lindo! abraços,chica e ótimo fds!

Wanderley Elian Lima disse...

Muito instigante esse poema, um misto de realidade e alucinações. Adorei.
Grande abraço

poetaeusou . . . disse...

*
amigo
nas casas onde vivemos
moram os nossos fantasmas,
espectros que nos acompanham
nas gavetas da memória !
,
abraço,
,
*

Everson Russo disse...

Belissimo post meu amigo,,,um otimo final de semana pra ti ...abraços e paz de Deus sempre.

Ira Buscacio disse...

Furtado, meu amigo,

Que belíssimo texto!
os fantasmas, cada um de nós tem os seus.

Bjão e lindo fds de paz

dja disse...

ola, Bom dia!! linda postagem, ótimo final de semana, bjinhos, se cuida

Lidia Ferreira disse...

Meu querido,
Concordo com todos comentários, seu poema e fantástico.
Vim agradecer sua visita no meu Blog
bjs

Antônio Henrique disse...

bela postagem amigo, rica por sinal, gosto mt de estar por aqui, fica com deus e luz na tua vida.

Zil Mar disse...

Oi amigo....

Adorei....cada um tem seus fantasmas guardados...em casas ou gavetas...ou caixas...esse texto é um PRIMOR!!!


Bjos!!!!!

Zil

reltih disse...

UFFFFFFFFFFF, TREMENDO RELATO!!!!!
ME ENCANTA.
UN ABRAZO

JB disse...

Simplesmente belo!
Imaginei todo o poema e estremeci...
Bela lição!

Bom fim-de-semana!

Beijinho

marianna furtado :T disse...

saudades do senhor!
abraço em todos.

Fatima disse...

Ótimo final de semana!
Bjs.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...