domingo, 28 de novembro de 2010

Recado.


RECADO

Vós que sentistes a dor de uma separação,
Em tempos passados, quando feliz éreis na vida.
Se por degeneração física, falta de amor ou paixão,
Ou quaisquer que foram os motivos da partida.

Vós que sentistes o desprazer do abandono,
Sem ao menos o direito de tentardes uma reação.
Destes-vos ao sofrimento, e pra vida nenhum plano,
De um novo e grande amor para alentar o coração.

Vós que sentis hoje, o amargor da solidão,
E viveis das lembranças de um passado distante.
Sem consolo, e a mercê de um desprezo gritante,
Condenada ao desalento, sem dó e sem compaixão.

Eis que é chegado o momento de uma total mudança,
Tendes de reagir, pois não cometestes nenhum pecado.
Afinal, não custa nada alimentardes a vital esperança,
De recobrardes a felicidade. Este é o meu recado.

R.S. Furtado.

18 comentários:

Livinha disse...

Furtado meu amigo,
Quão belo, profundo e forte, um encanto de poema e quantas almas que ainda paira por sobre essa sombra da inquietude, não estarás a ajudar.
De minha parte, posso te assegurar que muito me ajudaria já a um ano atrás, porque hoje assim te afirmo: Ainda que eu sinta saudade, por lembranças que chegam, instantes, fatos e elementos,
já não me dou mais ao desespero, porque compreendo que um dia todos haveremos de fazer a grande viagem.
Estou bem. Pronta e aberta para o amor. Porque o nosso mestre maior disse amai a todos, independentes de qualquer condição. Não me sinto assim então coibida de me dar aos sentimentos. Amar é somativas e eu como ser vivente desta lida, estou disponível sim para ofertar e receber outro relacionamento, desde que me seja tão forte e seguro, tão prazeiroso como deveras eu vir a sentir.
Eu simplesmente agora relembro com sorriso, já não choro mais, sigo a caminhada abençoada, de coração aberto, receptiva. E por todo amor que você me veja a dedicar em minhas poesias, creias, são meus olhos que se firmam, noutro coração que a mim balança...
Não posso parar meu amigo. Estacionar é perder tempo, a vida me conduz e me deixo ser conduzida, pois que somente eu e os anjos me sentem, na veracidade dos meus sentimentos...

Obrigada pelo recadinho. Adorei!
estava a sentir saudade dos teus poemas, como linda foi a imagem que colocaste, que não tem nada de livinha.

Mta paz pra ti

Bjs

Livinha

Rosane Marega disse...

Nada como um novo amor
para esquecer um velho amor...
Lindo Rosemildo, precisamos sempre acreditar!
Bejossssssssss

Zélia Guardiano disse...

Encantador recado, meu amigo Rosemildo, nesta manhã ensolarada de domingo.
O céu ficou mais azul!
Grata, querido, por este presente tão especial.
Forte abraço!

Zil Mar disse...

Oi Amigo...

Recado dado...e vc o fez com uma categoria!!!!!

Em forma de poema....

Lindo...e qta sensibilidade!!!

lindo domingo!

bjos!
Zil

Magia da Inês disse...

Olá, amigo!
Esse é um precioso recado poético.
Boa semana!
Beijinhos.
Itabira
Minas

Everson Russo disse...

A dor do abandono se mistura com a dor da partida, dos sentimentos quebrados, sonhos destruidos,,,mas temos que ter forças pra reagir,,recomeçar tudo outra vez...abraços de otima semana pra ti amigo.

Rosane Marega disse...

http://manifesto.interno.blogspot.com

Rosemildo entra nesse blog e deixa seu -email, para brincar de amigo secreto, é muito gostoso.
Beijosssssss

Chica disse...

Lindo e cheio de sabedoria o recado...Esperança não pode faltar pra recomeçar e continuar...abração, tudo de bom e gostei que tenhas gostado das esquisitas esquisitices,srsrrs chica

Pena disse...

Divinal Amigo:
O seu recado é sensato e de uma pessoa muito atenta e lúcida.
Parabéns pela sensatez e sobriedade do sentimento.
Escreve com magia a Palavra Dele.
Votos de um Excelente Domingo. Fique em paz.
Com respeito e gratidão. SEMPRE!
Sempre admirá-lo

pena

MUITO OBRIGADO pela sua amizade.
É recíproca.
Bem-Haja, sensível amigo.

Criss kelly disse...

Muito linda sua descricao, em cada sentenca, um imaginar.
Linda semana pra você tbm amigo!
bjs

Professora Carla Fernanda disse...

BOM DIA rOSENILDO!!! UM RECADO QUE VALE PARA MUITOS.
ABRAÇOS,
cARLA FERNANDA

REGGINA MOON disse...

Furtado,

Não podemos nunca nos entregarmos a desesperança...nos resta, sim, acrditar no seu recado!!

Belo verso Poeta!!

Beijos e boa semana!

Reggina Moon

"Cheguei num ponto da vida, que ou continuo acreditando no amor ou paro e me desfaço de tudo, sendo apenas mais uma melancólica presença ausente, sentada num canto da sala de estar!" [Reggina Moon]

Visite:
www.regginamoonpoemas.blogspot.com

Valéria Sorohan disse...

Amigo,
Encantada com suas palavras.

BeijooO*

Si Arian disse...

Olá meu amigo, belo post... Parabéns!
Você tem uma sensibilidade que admiro!!!
Obrigada pela visita, bjkas

Sandra Botelho disse...

Lindo poema amigo...
Quando amamos e por motivos diversos , nosso amor é desprezado, por atitudes, por palavras...O coração reage assim como o corpo diante de uma doença. E ai faz-se necessario o afastamento, e por mais que machuque é melhor que fique a dignidade.
Mas somos feitos de aço forte e resistimos e recomeçamos. Um novo amor sempre cura a dor que outro deixou.
Bjos achocolatados e uma semana linda pra ti doce poeta!

José María Souza Costa disse...

Para cada canto uma cadeira nova.Para cada corpo uma nova canção. E assim é a vida. Belissimo poema. Prabens, de verdade.
fique com Deus.

ETERNA APAIXONADA disse...

Caro amigo Furtado

Nem sempre acesso a blogosfera com a regularidade que gostaria e os amigos merecem, mas quando consigo, fico feliz! Sempre vale a pena o esforço,pois saio muito enriquecida!
Encontro aqui sempre ótimas escolhas, e com as informações adicionais sobre autoria. E leio embevecida suas criações poéticas!
Um lindo recado! Certamente foi bem entendido! E você merece!
Tenha uma linda semana, meu amigo!
Beijos

José María Souza Costa disse...

Eu to aqui na fila dos seguidores. Fique com Deus.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...