domingo, 15 de agosto de 2010

Virgem Auxiliadora.

VIRGEM AUXILIADORA

Minha Nossa Senhora Auxiliadora,
Mãe de misericórdia e de perdão,
Sê, por piedade, a minha protetora
nas amarguras deste mundo vão.

Em minha alma teus zelos entesoura...
Nunca olvides meu pobre coração...
E fulge, sempre, ó luz consoladora,
em meio às sombras que o envolvendo estão.

Ó milagrosa Virgem de D. Bosco,
ouve a súplica humilde, o verbo tosco,
de um frágil pecador, mísero réu...

Acompanha na vida o meu fadário...
E seja, à hora da morte, o teu rosário,
a escada augusta que me leve ao céu!

Mário de Lima


Mário Franzen de Lima (Ouro Preto, 10 de julho de 1886 — Belo Horizonte, 1936) foi um poeta, ensaísta, polemista, jurista e professor brasileiro, filho de Bernardino de Lima e Esther Franzen de Lima.

Estudou no Colégio Salesiano Dom Bosco, de Cachoeira do Campo, formando-se pela Faculdade de Direito de Minas Gerais, hoje UFMG, onde mais tarde lecionou Filosofia do Direito. Foi promotor de Justiça em Rio Novo, reitor do Ginásio Oficial de Barbacena, diretor do Arquivo Público Mineiro e da Imprensa Oficial do Estado de Minas Gerais.

Secretário da Presidência de Minas nos governos de Fernando de Melo Viana e Antônio Carlos Ribeiro de Andrada e delegado-geral do estado de Minas na Exposição Internacional do Centenário da Independência. Foi um dos fundadores da Academia Mineira de Letras, da qual foi presidente em 1921-1922 e do Instituto Histórico de Minas. Cavaleiro da Ordem da Coroa da Bélgica e titular da Goldene Ehrzeichen da República da Áustria, que lhe foi conferida pelo Presidente Michael Hainisch, em 09 de fevereiro de 1928.

Movido por um parnasianismo tardio, Mário de Lima passou ao largo do movimento modernista, apesar de suas ligações com Carlos Drummond de Andrade, que elogiou seu livro de estréia. Exceção ao formalismo parnasiano é o poema Pirâmide, curiosa antecipação concretista "avant la lettre". Sua maior influência provém de Alberto de Oliveira, Olavo Bilac e, sem sombra de dúvida, de seu tio Antônio Augusto de Lima.

Audiências de Luz, poesia, 1917.
Medalhas e brasões, poesia e sínteses históricas, 1918.
O mito solar nos Evangelhos, ensaio de crítica histórica, 1914.
A escola leiga e a liberdade de consciência, estudo filosófico, 1914.
Elogio do Marquês da Sapucaí, estudo histórico, 1915.
Esboço da história literária de Minas, 1920.
Dante e a Divina Comédia, 1921.
Ouro Preto e a Escola de Minas, 1921.
Idéias e comentários', crônicas e estudos, 1921.
Coletânea de autores mineiros, 1922.
A Igreja, o poder civil e o direito de revolta, 1924.
Minas e a Guerra do Paraguai, 1926.
O bom combate, história da Ação Católica, 1929.
A hermenêutica tradicional e o Direito Científico, 1932. Reeditado em 1955 com o título Da interpretação Jurídica.

Fontes: Wikipédia e http://www.revista.agulha.nom.br

13 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Rosemildo,

Quando as palavras fluem dessa forma, dá vontade de abraçar o mundo.

Olha, não sei o que está acontecendo com essa atualização, mas o que não pode faltar é a sua presença no nosso espaço.

Que sua noite seja de luz, querido amigo.

Rebeca

-

Livinha disse...

Bendita oração.
Pra todas as santas do mundo.
Dita com Fé e muito louvor.
Lindo poema do autor, que eu não conhecia.

Adorei!

Outros beijos mais meu amigo

Livinha

REGGINA MOON disse...

Furtado,

Linda postagem...e que ela nos auxilie a todos, sempre!

Um grande beijo e bom Domingo!!

Reggina Moon

Claudinha Monteiro disse...

Que bela oração!!
Particularmente acho que toda e qualquer oração é poesia, porque é um grito que vem do fundo da alma...
Esta não é diferente, exceto talvez pela forma perfeita do soneto...que torna o conteudo clássico, literariamente estético. Ou esteticamente literário...
Adorei o teu post. Abraços.

PS>> Eu tb estudei no Salesiano! E minha familia paterna tb é de Minas (Mariana, mais especificamente)! Uau...

Wanderley Elian Lima disse...

Uma bela oração em forma de poema.
Grande abraço

Confesso disse...

Elevar a Deus uma prece, saber que as bençãos serão certas, a fé dos dias na caminhada da vida...
Um refrigério sua postagem, prazer imenso estar com você!

Beijos confessos...

Everson Russo disse...

Uma bela semana pra ti amigo,,a,braços fraternos.

Valéria Sorohan disse...

Acho linda a fé das pessoas.
E essa poesia de Mário de Lima é mais uma oração.

BeijooO*

Sonia Schmorantz disse...

A oração é linda, e lindo está, especialmente este teu layout, sinto-me como se estivesse entrando na casa da história.
Muito bom também, receber novamente a tua visita, obrigado!
Um abraço e uma feliz semana

Caminhos Poéticos disse...

"O mundo é como uma festa em que entramos sem sermos convidados, e depois, saímos sem nos despedirmos."

(John Lennon)

Amor & Paz na sua semana...M@ria

Ira Buscacio disse...

Furtado,querido,

Pela poesia estamos sempre perto do divino.
Boa semana, Bjão

Chris... ჱܓ disse...

Bela a oração...
Linda santa Auxiliadora.

Uma semana de muita paz e alegrias para ti.

Bjos e obrigada pelo carinho de sempre.

Professora Carla Fernanda disse...

Ontem assisti missa na igreja Nossa Senhora Auxiliadora, do Salesiano. Foi o dia da sua Ascenção. A missa foi linda!
Carla Fernanda

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...