segunda-feira, 28 de junho de 2010

Árvore de frutos.

http://3.bp.blogspot.com/_uMcfQ_6NQcE/Szh8a3QVM4I/AAAAAAAACMg/A2bH4tRst9E/s400/boavista_angola_luanda_musseque.jpg

ÁRVORE DE FRUTOS

Cheiras ao caju da minha infância
e tens a cor do barro vermelho molhado
de antigamente;
há sabor a manga a escorrer-te na boca
e dureza de maboque a saltar-te nos seios.

Misturo-te com a terra vermelha
e com as noites
de histórias antigas
ouvidas há muito.

No teu corpo
sons antigos dos batuques à minha porta,
com que me provocas,
enchem-me o cérebro de fogo incontido.

Amor, és o sonho feito carne
do meu bairro antigo do musseque!

António Cardoso


António Mendes Cardoso nasceu em Angola no dia 08 de Abril de 1933. Colaborou na revista Mensagem, embora seja mais conhecido pela sua colaboração com a revista Cultura II, onde fez parte do corpo redatorial. Por causa das suas ideologias e da linha temática que sempre seguiu, foi preso várias vezes, em Luanda, e no Campo de Concentração do Tarrafal (em Cabo Verde).

Após a independência de Angola, exerceu funções superiores na Rádio Nacional, na Secretaria de Estado da Cultura e na União dos Escritórios de Angola, é ainda citado em várias Antologias de Língua Portuguesa e de outros países da Europa.

Poemas de Circunstância, obra de estréia de António Cardoso no mundo literário angolano, em 1962, reúne os primeiros textos do autor. Faleceu em 26-06-2006


15 comentários:

Chris... ჱܓ disse...

Lindo poema, bem regional...
Coisinhas daqui do interior nordestino...
Cheiro de Cajú.. Barro vermelho...
Sabor da manga...
Tudo Nordeste.

Obrigada pela visita e uma semana de muita paz e alegrias...

Bjos!

Helô Müller disse...

Estamos em tempo de África!! Nada como um poeta angolano, e dos bons!
Desculpe o sumiço, mas as coisas andam enroladas...
Beijos e uma bela semana, amigo!
Helô

Florentino disse...

oi amigo aqui é aqui onde as nossas mãos se ligaun,., lindo poema de antónio cardoso.

Valéria Sorohan disse...

Ola amigo, Suas escolhas estão cada vez melhores. Passei para deixar um abraço.

BeijooO*

Everson Russo disse...

Lembraças gostosas que ficam gravadas na retina,,,perfumes registrados na alma e no coração...abraços fraternos amigo e uma seman na paz do Senhor Jesus...

Pérola disse...

Muiiiiito bem,estou aprendendo muito por aqui.
Poetas q eu ñ conhecia mas q hoje valorizo o talento inspirado nas suas postagens.
Um beijo grannnnnnnnde.

Felina Mulher disse...

Este poema traz tantas recordações...Um cheiro meu anjo querido.

Mariana disse...

Que belo o poema.
Qd estive aí em março, trouxe vários sucos das frutas da região.
Muito gostosas.

achab disse...

Olà Rosmildo,mui bonito poema.
Bela semana Amigo Rosmildo.

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Belo poema carregado de saudade e angústia. A saudade sempre faz parte da nossa vida.
Abração

Andri Alba disse...

Precioso poema el que aqui nos expones de y sensibilidad de su autor Antonio Cardoso, gracias por compartirlo. Un abrazo y buena semana.

Andri

Fatima disse...

Gosto muito deste poeta!
Bjs querido.

Livinha disse...

É meu amigo.
Como diz uma certa canção de
Alceu valença:

Da manga rosa
Quero gosto e o sumo
Melão maduro, sapoti juá
Jaboticaba teu olhar noturno
Beijo travoso de umbú cajá...

Pele macia
Ai! carne de cajú
Saliva dôce
Dôce mel
Mel de uruçú...

Linda morena
Fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
Vou te desfrutar
Linda morena
Fruta de vez temporana
Caldo de cana caiana
Vem me desfrutar...

É lindo demais tudo isto
bem regionalismo mesmo como bem disse a Chris acima.

Mto bom. Otima noite pra ti

bjs

Livinha

M@ria disse...

"Que o sussurrar do vento te leve um beijo carinhoso e eterno e me deixe em seus pensamentos para que a distância não apague em ti minha existência."

(Autor desconhecido)


Beijos & Flores........M@ria

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

''Escrevo aqui no presente para que no futuro
seus olhos possam lembrar de mim, quando sua mente
me esquecer''

bob marley

Feliz Noite....Beijos com sabor de vitória..........M@ria

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...