sábado, 20 de fevereiro de 2010

Íntimo.

http://1.bp.blogspot.com/_lcAVGqCHWw8/SqvSN2NkfQI/AAAAAAAATSk/48tTkgza3ww/s400/CAN%C3%81RIO+TRISTE++GAIOLA.jpg

ÍNTIMO

Esta alegria loura, corajosa,
que é como um grande escudo, de ouro feito,
e faz que à Vida a escada pedregosa
eu suba sem pavor, calmo e direito,

me vem de tua boca perfumosa,
arqueada, como um céu, sobre o meu peito:
constelando-o de beijos cor-de-rosa,
ungindo-o de um sorriso satisfeito...

A imaculada pomba da Ventura
espreita-nos, o verde olhar abrindo,
aninhada em teu cesto de costura;

trina um canário na gaiola, inquieto;
a cambraia sutil feres, sorrindo,
e eu, sorrindo, desenho este soneto.

Valentim Magalhães.

http://biblio.com.br/conteudo/biografias/valentimmagalhaes.gif

Antônio Valentim da Costa Magalhães, jornalista, contista, romancista e poeta, nasceu no Rio de Janeiro, em 16 de janeiro de 1859 e faleceu, na mesma cidade, em 17 de maio de 1903. 

Era filho de Antônio Valentim da Costa Magalhães e de Maria Custódia Alves Meira. Foi estudar Direito em São Paulo, e aí teve início sua vida agitada de escritor, boêmio e jornalista. Colega de Silva Jardim, Raimundo Correia, Raul Pompéia, Luís Murat e Luís Gama, cedo começou a escrever poesia. Publicou seu primeiro livro, Cantos e lutas, ainda em São Paulo. De volta ao Rio, já formado, ingressou no jornalismo. Dirigiu A Semana, que se tornou o baluarte literário dos jovens de então. Além de literatura, esse periódico fazia propaganda da Abolição e da República. Quase todos os que, mais tarde, teriam algum papel nas letras brasileiras - e que então começavam - colaboraram em A Semana. Dedicando-se à poesia, ao conto, à crônica, ao romance, ao teatro, o que Valentim Magalhães fez, de fato, foi divulgar os novos pelo país. Muito atacado, e muito defendido também, participou de inúmeras polêmicas, o que, em geral, prejudicou sua própria produção literária, no desejo de defender os outros. Instituiu, em A Semana, uma "Galeria de Elogio Mútuo", em que amigos íntimos escreviam uns sobre os outros.

Fonte: “Poesia Parnasiana” Antologia – Edições Melhoramentos – 1967. e Academia brasileira de Letras.



11 comentários:

reltih disse...

extraordianrio texto, maravilloso. gracias por compartirlo.
un abrazo

Valéria disse...

Furtado, que graça de poema. BeijooO'

achab disse...

Ola Amigo Rosmildo,bom dia.
Bonito poema.
Ciao.

Andresa disse...

Amigo furtado,

os passaros e seus cantos me encantam. Para mim um campo com flores e passaros a cantar, já é um paraiso que me faz relaxar, e esquecer do stress do dia a dia.
Mas não gosto de ve-los em gaiola. PRivados da liberdade! FIco imaginando o que um passaro sente quando é solto daquela prisão pequena, que mal consegue abrir suas assas e voar.....

Amei o poema

Bjs e um otimo sabado

Andresa

Sonhadora disse...

meu amigo
Lindo poema, como sempre boas postagens.

beijinhos
Sonhadora

PÔESIA DO MUNDO disse...

Caro Amigo:

Furtado:

*****

Esta alegria loura, corajosa,
que é como um grande escudo, de ouro feito,
e faz que à Vida a escada pedregosa
eu suba sem pavor, calmo e direito,

Belo texto!

Vim lhe agradecer sua visita e lhe desejar um otimo fim de semana cheiu de luz e muita pàz

Forte Abraço


Antònìo Manuel

Pedro Antônio disse...

Saudade, Rosemildo!

Tudo bem?

Belíssimo texto! Sempre nos encantando com seu bom gosto.

Um abração!

Pedro Antônio

Nydia Bonetti disse...

Que imagens lindas neste soneto, Furtado. Não conhecia. Muito bom. E que imagem linda esta que usou para ilustrá-lo. Ficou perfeito.

Bom domingo, abraço!

REGGINA MOON disse...

Furtado querido,

Belo Soneto nos proporciona ler, e saber um pouco mais de seu autor...acho isso muito importante...esse cuidado e atenção que dispensa em suas postagens...

Um grande beijo,

Ótimo Domingo!

Reggina Moon

Livinha disse...

Furtado, Furtado,
como podes atrás do vidro
da janela, olhar pros lados,
se na tua postura de frente
a ela,
é pouco o que ver, num vidro
embaçado...
rsrss...

Eis quanta inspiração nos surgem
a cada instante...
Belíssimo poema

Bom Domingo!
bjs
Livinha

Sonia Schmorantz disse...

Este resgate de poemas e poetas do século passado são uma maravilha!
abraço, lindo domingo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...