quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

A fonte de Jacó.

http://www.anima.mus.br/blogganima/uploaded_images/blog_samaritana-749262.jpg

A FONTE DE JACÓ

Na velha Samaria era Sicar situada;
ora, em Sicar, Jacó, filho de Isac, um dia,
velho já, tarda a mão, à sua gente amada
uma fonte rasgou d’água límpida e fria.

O Mestre, certa vez, a essa borda abençoada,
(no tempo de Jesus a fonte inda existia)
à hora sexta quedou-se, a fronte angustiada
de dor, a vez passar gente de Samaria.

Uma samaritana, acaso, à fonte veio;
e ao passar por Jesus, com seu cântaro cheio,
o alto busto ondulou numa graça lasciva...

– Água! Pediu Jesus, mata-me a sede e a mágoa!
Do cântaro, que tens, dá-me uma pouca d’água
que, em troca, eu te darei da fonte d’água viva.

Francisca Júlia.

http://alfarrabiosjr.zip.net/images/Francisca_Julia_1.JPG

Francisca Júlia da Silva nasceu em Xiririca, atual Eldorado, São Paulo, em 31 de agosto de 1871. Acompanhou sempre a mãe, que era professora pública, e assim residiu em São Paulo, em Cabriúva e Lajeado, onde se casou com Filadelfo Edmundo Munster, funcionário da E. F. Central do Brasil, em 1909. Passando a morar em São Paulo, recolheu-se à vida do lar, e seu pensamento, que desde certo tempo vinha adquirindo tons místicos e esotéricos, fez-se cada vez mais moralizante. Com a doença do marido, começou a afirmar que jamais poria o véu de viúva; no dia do falecimento de Filadelfo, em 31 de outubro de 1920, adormeceu para não mais acordar, apesar de todos os esforços médicos, uma vez que tomara, por engano ou deliberadamente, excessiva dose de narcótico. Não passa de lenda sem fundamento a versão de que morreu sobre o caixão do marido, ao despedir-se do corpo. Faleceu no dia do sepultamento de Filadelfo, antes do saimento do cortejo (1º de novembro de 1920), e foi sepultada no dia de finados, no Cemitério do Araçá. Sobre seu túmulo há uma estátua de Brecheret, mandada erigir pelo Governo do Estado por iniciativa de Freitas Vale.

Fonte: “Poesia Parnasiana” Antologia – Edições Melhoramentos – 1967.

7 comentários:

Livinha disse...

Furtado, meu amigo,
Lindo poema, maravilhosa retratação
do amor de Cristo...

Decidir que preciso me ausentar um pouco daqui. Não estarei abandonando meu recanto, isto jamais faria,
mas por razões íntimas minhas,
sair, dar um giro, me voluntariar
a dispor d'outros sofrimentos,
pois que vejo que esta é a mais
saudável saída, pra quem não consegue sair da mesmice, como eu.

Minha mais profundas razões por lá foi postado. Sinta-se a vontade.
Livinha não vai desaparecer, apenas um descanso e retornando, entre um pé cá outro lado, estarei por aqui.
Por favor, não me esqueça.

Linda semana
Bjss
Livinha

Helô Müller disse...

Lindo poema/oração...
Uma noite de paz!
Beijão nesse coração, amigo!
Helô

Fatima disse...

Água Viva
Anjos de Resgate

Batiza-me Senhor no teu Espírito
Pois minh'alma sedenta está
Batiza-me Senhor no teu Espírito
Pois minh'alma sedenta está

Vem, oh água viva, oh água pura fecundar meu coração,
Vem, oh água viva, oh água pura transformar meu coração.

Cura-me Senhor no teu Espírito
Pois meu coração ferido está
Cura-me Senhor no teu Espírito
Pois meu coração ferido está


Vem, oh água viva, oh água pura fecundar meu coração,
Vem, oh água viva, oh água pura transformar meu coração.

Ótimo dia para vc meu amigo!
bjs.

Felina Mulher disse...

Tem um oscar pra vc lá no Felina Mulher.


beijinhos.

"Cantinho Poético" disse...

Lindo texto......Parabéns amigoooo
Agradeço sua visita ....Beijos prá ti........M@ria

Sonhadora disse...

Meu amigo
Lindo texto...uma oração de poesia.
Adorei

Beijinhos

Wanderley Elian Lima disse...

Olá amigo
Não sei o que é instigante, o poema ou a biografia da autora.
Abração

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...