segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Nós.

http://3.bp.blogspot.com/_C6k_5pT4pZE/Ry6wT9OTOGI/AAAAAAAAAAk/5dKVbWw5NmU/s400/almas1.JPG

NÓS

Eu e tu: a existência repartida
por duas almas; duas almas numa
só existência. Tu e eu: ávida
de duas vidas que uma só resuma.

Vida de dois, em cada uma vivida,
vida de um só vivida em dois; em suma:
a essência unida à essência, sem que alguma
perca o ser una, sendo a outra unida.

Duplo egoísmo altruísta, a cujo enleio
no próprio coração cada qual sente
a chama que em si nutre o incêndio alheio.

O mistério do amor onipotente,
que eternamente eu viva no teu seio,
e vivas no meu seio eternamente.

Silva Ramos.

No Recife nasceu José Júlio da Silva Ramos, em 06 de março de 1853, filho de pai brasileiro (médico formado em Coimbra) e mãe portuguesa. Feitos os preparatórios, foi estudar leis em Coimbra, onde chegou em 1869, depois de breve estagio na Escola Acadêmica de Lisboa. Conheceu durante sua estada futuros grandes vultos literários, como Gonçalves Crespo, João de Deus, Guerra Junqueiro e outros. De volta ao Brasil (1882), foi inspetor escolar (1890), diretor do Ginásio Fluminense, em Petrópolis, e professor de português no Colégio Pedro II (1903). Colaborou em A Semana, sob o pseudônimo de Júlio Valmor, na Revista Brasileira e na Revista da Academia. Pertencia ao sodalício, como fundador. Faleceu em 16 de dezembro de 1930.

Fonte: “Poesia Parnasiana” Antologia – Edições Melhoramentos – 1967.

10 comentários:

Maria Valadas disse...

Belíssimo Soneto escrito por Silva Ramos.
Obrigada por o partilhar connosco... e estou manifestamente feliz por ficar conhecdora da vida do poeta.

Rosemildo, AQUI DEIXO OS MEUS VOTOS DE FELIZ E SANTO NATAL.

Beijos.

Chica disse...

Muito lindo, como sempre trazes por aqui! abraços e linda semana de Natal!chica

Pedro Luso de Carvalho disse...

Caro Rosemildo,

Eis aí um poeta que não conhecia (quantos outros não conheço?!); vou tentar encontrar alguma obra sobre ele, aqui na minha cidade. Esse poema do Silva Ramos é muito bom.

Agradeço e retribuo o votos de boas festas.

Um abraço,
Pedro.

REGGINA MOON disse...

Furtado,

Lindo soneto...adorei!Pouco conheço desse autor.Por isso é tão impportante essa intercâmbio poético que fazemos...maravilha!

Um grande beijo e ótimo início de semana de Festas...

Reggina Moon

Felina Mulher disse...

Furtado,

Obrigada pela apresentação do Poeta Silva Ramos.Aproveito pra te dizer que adoro suas visitas em meu Cantinho.

Um beijo enorme pra vc meu anjo.

Gislãne disse...

amei o poema!
bjos sinceros

Luciana disse...

Furtado passando por aqui antecipadamente pra te desejar um feliz natal.
Muita paz,amor e união entre seus familiares.


abraços.

stella disse...

Due anime in una sola esistenza...bellissimo...

Livinha disse...

Almass gêmeas
do encontro sempre amadas,
almas que sente, almas que fala
eternamente almas aladas...

Até me arrepiei Furtado...
e por essa alma serei sempre amada
porque amo esta alma amada...

Puxa vida, tocou fundo.... mexeu em tudo.
vc sabe meu amigo...

Belo poema
obrigada

Buenas Fiestas

Livinha

Sans Prétention disse...

Bom-dia Rosemildo

Esta pequena mensagem para desejar-lhe para amanhã um excelente Natal. Que todos os desejos sejam satisfeitos.
Tive a tua mensagem mas infelizmente foi apagado rrrr.
Vou-me embora ainda cheio de coisa a preparar para amanhã.

Merry Christmas
Joyeux Noel.

Amicalement

BJS
Francesca

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...