quinta-feira, 12 de novembro de 2009

O bêbado.

http://1.bp.blogspot.com/_X5Ne5eCDz0c/Rx3APyw-JyI/AAAAAAAAANg/m63zr-TXg-w/s400/bebado.jpg

O BÊBADO

A vista turva, o crânio atordoado,
Nada o entristece nem tampouco o encanta.
Tomba, tropeça, cai e se levanta,
Vai cair mais distante, do outro lado.

Julga que a bebedeira. O desgraçado,
Os seus desgostos trágicos espantam.
Esbraveja, sorri, às vezes canta,
Talvez algum lampejo do passado.

Vive, e, não sabe ao certo se tem alma,
Fogem-lhe os dias, e ele jamais sente,
Ruir-lhe do vício o cansaço tão voraz.

Se acaso, o sono, o cérebro lhe acalma,
Ele após despertar, pensa somente,
Em ir para a taverna beber mais.

R.S. Furtado.

14 comentários:

M@ria disse...

eita bebedeira amigoooooooo rsrsrs
O cérebro nem funciona mais.
lindo.........gostei

Beijos e sempre obrigadaaaaaa

M@ria

Felina Mulher disse...

Gostei muito!!!

Pinga com limão infelizmente não cura paixão, só dá ressaca moral..rsrs!
Beijos doces e perfumados.

Chica disse...

Esse dá imagem tá bem arrumado,rsrsr... Mas a bebedeira não cura os problemas...só traz mais...abração,tudo de bom,chica

Everson Russo disse...

Boa a imagem, encaixa bem com o tema, o bebado na realidade esconde seu mundo atras da bebedeira e dele foge sem saber exato pra onde...abraços amigo e um belo final de semana.

Maria Valadas disse...

Depois de boa gargalhada com a imagem exposta... entrei também no soneto muito bem escrito e saudavelmente com muita boa disposição.

Um bom final de semana.

Abraço amigo

Livinha disse...

Olha meu amigo, eu bebo água
e de água, eu me encharco,
depois eu durmo, durmo demais
e de dormir, eu me embriago
e quando acordo, tenho vontade
de dormir mais...
Compreendo esse coitado..
Maravilhoso e de grande realismo teu poema....

Lindo fim de semana pra ti

Bjss

Pena disse...

Admirável Amigo:
Uma lição fabulosa amiga de hábitos e vícios que corroem e fazem a escuridão humana.
"...Vive, e, não sabe ao certo se tem alma,
Fogem-lhe os dias, e ele jamais sente,
Ruir-lhe do vício o cansaço tão voraz.

Se acaso, o sono, o cérebro lhe acalma,
Ele após despertar, pensa somente,
Em ir para a taverna beber mais..."

Excelente. Já sumariei no meu "Livro da Vida" que trago sempre comigo no bolso do lado esquerdo do coração.
Perfeito.
Aqui, só jorra tranquilidade, sossego fantástico e alegria de viver.
Parabéns sinceros pela excelente pessoa que é e significa.
Sempre a admirá-lo.
Com imenso respeito e gratidão pelo que deixou expresso com fascínio no meu blogue e no "espacinho" da Stella.
Abraço forte de consideração enorme.

pena

Bem-Haja, notável e grandioso amigo.
MUITO OBRIGADO!

P.S. São uma honra as suas sensíveis e dedicadas visitas de talento e génio admiráveis.
O Blogue é seu.
Fico-lhe grato.

AFRICA EM POESIA disse...

Furtado

vim aqui para dar um beijinho e dizer que realmente qualquer dia é bom para a felicidade.
Eu gosto dos numeros ímpares.
depois o dia treze sexta-feira é é realmente um dia bonito para nós podermos relembrar as crendices de antigamente...
um momento para a poesia.

tenho selo de NATAL para ti...
beijinhos

M@ria disse...

Abraços a voce que estas sempre a me visitar.......sempre bem vindo.

Não espere do amor mais que ele pode oferecer,
a vontade de ser um só talvez seja
a única coisa incerta nesse sentimento...
Erradamente se ama por dois e numa conta básica,
são nescesários dois corações envolvidos numa mesma direção.

Arruda Bonfáh



Bom Fds.........Besosssssss

Helô Müller disse...

Infelizmente o mundo tá cheio de escapismos deste tipo.... Triste mas verdadeiro!
E vc, como sempre, usa e abusa do manuseio das palavras!! Gostei!
Beijos sóbrios!
Helô

Paraguaya disse...

Oie...

Quando posso volto a escrever sim.

Como pode ter visto, queria um trabalho e consegui... trablho das 8 da manha as 20, 21h. Fiquei contente em ver seu comentário na postagem. E vc como está? Me conte...

Bom fim de semana querido amigo.

Abraços.

Ira Buscacio disse...

Ola, Furtado,

Adorei o post, outra vertente desse poeta.
Parabéns!
bjs

Lou Witt disse...

É amigo, o vício é realmente maldito e destruidor. Muitas vezes rimos de um bêbado mas não imaginamos quantas dores ele deve ter e quantas lutas talvez já tenha travado e perdido para o álcool.

Beijos de carinho, querido amigo!!!

Mariana Silveira disse...

Sinceramente ...
Não sei qual o pior...
Se é fugir da dor ou viver dela e nela.
Gostei imensamente do poema, Parabéns.

Um grande abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...