sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Vozes no ar.

VOZES NO AR
http://www.palavradaterra.blogger.com.br/vozes.jpgAlinhar ao centro

Basta de luz! Senhor, basta de afagos!
Minhas retinas frágeis se cansam de esplendores!
E o fogo que me assopras sôbre as espáduas nuas
Desperta-me nas veias frenéticos ardores!

Ah! sou tão nova ainda que sinto-me exaltada
Das selvas verde-escuras ao caloroso eflúvio,
E busco envergonhada na solidão sem termos
Meu manto inda molhado das águas do dilúvio.

Tenho a vida no seio e a liberdade n’alma;
Aponta-me o caminho por onde devo andar;
Irei onde os condores seus ninhos penduram?
Ou onde desdobra seus vergalhões o mar?

Nas águas do Amazonas mirei meu rosto altivo,
No Prata transparente banhei meus lindos pés:
Ungi os meus cabelos do aroma da baunilha,
Das palmas do coqueiro cobri minha nudez.

Tenho cascatas de ouro, abismos de diamantes,
Riquezas para um mundo se me aprouver comprar,
Mas sinto-me indecisa, quero avançar, vacilo,
Oh! mostra-me o caminho por onde devo andar!

Fagundes Varela.

11 comentários:

Andresa disse...

Tenho a vida no seio e a liberdade n’alma;
Aponta-me o caminho por onde devo andar!
Como é duro nossa indecisão, as vezes queremos realmente avançar, mas ai aparece aquela indecisão....
Um grande bj
Andresa

Chica disse...

Linda escolha! abração,ótimo dia,chica

. disse...

André Agui.
Concordo 100%

uminuto disse...

Sentimo-nos mergulhar num perrfeito abismo de diamantes ao ler este magnífico poema
um beijo

Helena C de Araujo disse...

Um poema especialmente lindo.
Fui feliz em começar minhas leituras por aqui hoje...
Grande abraço, Rosemildo!

REGGINA MOON disse...

Rosemildo,

Lindo Poema!!A imagem também ficou perfeita!Voce apresenta poemas que eu adoro ler, são sempre novos para mim e vai deixando o seu Blog cada dia mais lindo!

Tenha um ótimo final de semana!!

Beijos,

Reggina Moon

Wanderley Elian Lima disse...

OLá Rosem Parabéns pela escolha.
Obs: Obrigado pela visita ao meu blog, fiquei muito feliz.
Abraçãoildo, adorei o poema deste grande poeta.

LadyButerfly disse...

Bom fim-de-semana amigo! td de bom... beijão

Livinha disse...

Furtado,
Quisera o corpo pudesse bailar,
nos mesmos anseios da alma. Diga-se de passagem, que esse corpo que nos move, é obediente aos limites impostos, até meio que contraditório, nos leva como passaporte, mas nos prende quando somente a alma quer nos levar...
Maravilhosa imagem, maravilhoso e profundo poema...

Estive viajando, mas já estou de volta...
Obrigada pelo seu carinho sempre.

Tenha um feliz Domingo junto aos teus
Bjss

Bruna Furtado disse...

Esse é meu avô.
Vovô não conhecia esse dom esplêndido que você tem...

Lindo, perfeito...

Te amo

Bruna Furtado disse...

Fiz esse blog para nos comunicarmos melhor.

Saudade

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...